Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/05/2014 - CBN Foz Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso em MT suspeito de 'comprar' 40 kg de ouro no PA com notas falsas


Um homem suspeito de envolvimento em um golpe milionário contra dois empresários de Itaituba (PA) foi preso nesta sexta-feira (2), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A Polícia Civil de Mato Grosso informou que o mandado de prisão temporária foi cumprido com o apoio de policiais do estado e o suspeito está detido na Delegacia Metropolitana de Várzea Grande. Ele deve ser levado para o Pará neste domingo (4).

De acordo com a polícia do Pará, que investiga o crime, esse homem e uma mulher que foi presa também nesta sexta-feira, em São Paulo, teriam subtraído 40 quilos de ouro avaliados em R$ 3 milhões, por meio de um golpe em dezembro do ano passado aos dois irmãos que atuam no ramo de comércio de ouro extraído em um garimpo da região.

Durante as investigações, a polícia descobriu que a quadrilha tinha deixado o município no interior do Pará e ido para Mato Grosso em um avião particular. Esse avião era pilotado por esse rapaz preso em Várzea Grande nesta sexta-feira.

Para aplicar o golpe, segundo a polícia, os suspeitos entregaram quatro maletas de dinheiro para os empresários que são irmãos. No entanto, apenas R$ 15 mil das cédulas eram verdadeiras e o restante eram falsas. De acordo com a Polícia Civil, eles chegaram a abrir a maleta na frente das vítimas para a conferência do dinheiro no momento da compra e depois da negociação os empresários descobriram que tinham sido vítimas de um golpe. Eles denunciaram o caso, mas os suspeitos já tinham fugido da cidade.

A polícia então começou a investigar o golpe e identificou que o casal fazia parte de uma quadrilha composta por mato-grossenses e paulistas. Nesse caso, os golpistas entraram em contato com as vítimas por telefone e disseram ser empresários de Brasília. Depois de dois encontros pessoalmente, a negociação foi concluída.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 307 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal