Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

15/08/2003 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Produtor teatral é preso com documento falso da Justiça


O produtor teatral André Luiz Costa Soares, 25, foi preso em flagrante, ontem, quando tentava, com ofício falso da 28ª Vara Cível do Rio de Janeiro, liberar cartão de crédito e desbloquear seu cheque especial em uma agência do Banco do Brasil no Jardim de Alah, zona sul.

A prisão foi feita por policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, onde Soares já respondia por falsificação de documento público e falsidade ideológica. Por esses crimes ele teve a prisão preventiva decretada, mas estava em liberdade provisória.

A delegada Beatriz Senra Garcia disse que, no início do ano, foi instaurado inquérito para apurar compras de passagens aéreas com cartões de créditos, através da internet, cujos donos não reconheciam os débitos em suas contas.

Durante as investigações, ficou constatado que os usuários das passagens eram atores de teatro. Na delegacia, eles contaram que receberam as passagens de Soares, como parte de pagamento do trabalho de produção das peças teatrais.

A pedido da delegada, a Justiça decretou a prisão preventiva do produtor, preso em 22 de maio, quando prestava depoimento em um processo que ele movia contra o Banco do Brasil. Na ocasião em que foi preso, foi encontrado em sua casa um computador com os modelos de ofícios de várias Varas Cíveis do Rio.

A delegada afirmou ainda que o produtor protocolou na delegacia um ofício falso da Justiça determinando que a delegacia enviasse para o juizado o termo de declaração de uma testemunha contra Soares. O acusado também encaminhou, para os cartórios de protestos de títulos, documento falso da Justiça para que fosse dada baixa nos protestos em que constavam o seu nome.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 12 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal