Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

14/02/2014 - Porto Canal / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Alegada fraude a condomínios pode afectar mais de 30 prédios em Coimbra


Coimbra, 14 fev (Lusa) - Vários condóminos alegaram hoje a possibilidade de fraude, depois de a empresa de administração de condomínios ter cessado funções nos mais de 30 prédios que administrava, alertou um dos lesados.

Podem ter sido subtraídos, de acordo com a mesma fonte, "várias centenas de milhares de euros" das respetivas contas.

Vítor Rodrigues, um dos alegados lesados, contou à agência Lusa que a gestora da empresa Coimbras Condominus "está de momento desaparecida".

"Várias contas de diversos condomínios estão já a descoberto e pode ainda haver dívidas a fornecedores, elevadores, água e luz", explicou.

Alguns condóminos "já conseguiram constatar que existem obras feitas por pagar e que as contas bancárias dos condomínios estão a zero", explicou Vítor Rodrigues, que constatou que "desapareceram cerca de 9.000 euros" da conta bancária do seu condomínio.

O lesado disse também à agência Lusa que ainda hoje o seu condomínio deverá apresentar uma queixa-crime contra a gestora da empresa.

Perto da sede da empresa, vários condóminos mostraram-se na quinta-feira preocupados com a situação, desconhecendo ainda os valores reais "das contas por pagar", referindo também a possibilidade de apresentarem uma queixa-crime.

Segundo Vítor Rodrigues, "a dimensão será superior a 30 condomínios e mais de 300 lesados", sendo que, perto do local onde se situa a empresa, fontes que quiseram permanecer no anonimato, referiram que a empresa estará responsável pela administração de 60 a 80 condomínios e que poderá haver mais de mil pessoas afetadas, contando, para além dos condóminos, com os prestadores de serviço.

Na quarta-feira, foi afixado, em todos os prédios que a empresa administrava, uma nota, assinada pela gerente, a informar os condóminos que "se encontra doente e que está impossibilitada de continuar a administrar o condomínio, pelo que deverão os senhores condóminos proceder a eleição de nova administração".

José Dias de Aguiar, também de um condomínio administrado pela empresa, contou que "não havia a mínima suspeita" de uma possível fraude, tendo sido alertado com a afixação da informação na porta do seu prédio.

"Há indícios de haver fraude e de falsificação", explicou o também advogado, tendo-se já apercebido de cerca de 1.200 euros em dívida, no ano de 2013, para o pagamento da manutenção dos elevadores do seu prédio.

Apesar da possibilidade de fraude, José Dias de Aguiar referiu que, "a verificar-se uma fraude deste tipo, os condóminos poderão nunca ver ressarcidos os seus prejuízos".

A maior parte dos imóveis situa-se na zona centro da cidade de Coimbra e afeta escritórios, espaços de comércio e áreas residenciais.

Um prestador de serviços, que fazia a manutenção a 30 edifícios administrados pela empresa e que preferiu o anonimato, referiu que a administração dos condomínios está a dever-lhe "cerca de quatro mil euros", tendo faturas de 2012 das quais ainda não recebeu o dinheiro devido.

"Como eu, estão todos os prestadores de serviços. Obras, elevadores, pintores? Está tudo na mesma situação", explicou.

A gerente e única sócia da loja não compareceu na loja na quarta-feira e na quinta-feira e foi impossível contactá-la. Os funcionários e os condóminos lesados também não conseguem contactar a administradora.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 156 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal