Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

12/02/2014 - CBN Foz Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Filha de ex-prefeito Alberto Bejani é indiciada por estelionato em MG


Foram encerrados os seis casos de golpes de compra e venda pela internet envolvendo a juiz-forana Tatiana dos Santos Bejani, de 28 anos, filha do ex-prefeito da cidade, Alberto Bejani. A afirmação é do delegado Eurico Cunha, da 7ª Delegacia da Polícia Civil de Juiz de Fora. Ele informou ao G1 que, após o depoimento e as apurações a jovem foi indiciada por estelionato em todos os inquéritos.

Tatiana Bejani tinha dois mandados de prisão em aberto por estelionato. De acordo com denúncias publicadas no jornal O Globo, no início de janeiro, ela oferecia casas em locais do litoral brasileiro em páginas de negociação pela internet. As vítimas que buscavam locais em Cabo Frio (RJ) e Natal (RN) deram entrevistas explicando que, após fazer o pagamento descobriam que os locais anunciados não existiam. Segundo levantamento de O Globo, 12 pessoas denunciaram o golpe em delegacias do Rio de Janeiro, em outras cidades como Cabo Frio, Campos, Volta Redonda e Valença, além da Delegacia de Crimes de Internet, entre 2012 e 2014.

Sobre o quanto a suspeita pode ter lucrado com o golpe, o delegado Eurico Cunha disse que não dá para calcular. “Qualquer valor é estimativa, um chute, não temos este prejuízo causado às vítimas”. Agora a continuidade do processo será com a Justiça em Juiz de Fora.

Tatiana Bejani está presa na Penitenciária Ariosvaldo Campos Pires desde o dia 21 de janeiro, quando foi localizada em um salão de beleza no Centro da cidade. Por ter fornecido nome falso à Polícia Militar na hora da abordagem, Tatiana foi detida e levada para a delegacia de plantão, onde prestou depoimento e assinou Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) por falsa identidade. As buscas pela suspeita começaram em 9 de janeiro. Contra ela existiam dois mandados de prisão datados de julho de 2012 e junho de 2013, ambos por estelionato.

A suspeita admitiu em depoimento à 7ª Delegacia da Polícia Civil que aplicou os golpes de estelionato pela internet e afirmou que vítimas foram ingênuas.

De acordo com o delegado Eurico da Cunha Neto, ela confirmou que as casas prometidas no anúncio não existiam e afirmou que as vítimas foram “muito inocentes” em não checar a vericidade dos anúncios. “Segundo ela, os valores eram muito abaixo do mercado e as vítimas também queriam levar vantagem”, relatou o delegado ao G1.

Ainda conforme Eurico da Cunha Neto, a presa não demonstrou arrependimento em nenhum momento. “Eu lucrei muito, eu vivi muito. Tudo que eu pagar agora valeu a pena. Fiquei nos melhores hotéis, viajei, tudo com dinheiro disso aí”, disse o delegado, lendo trecho do depoimento de Tatiana dos Santos Bejani.

Tatiana também disse em depoimento que nenhum dos sites verificou se os anúncios eram verdadeiros. Por meio de nota, a OLX informou que não participa nem interfere nas negociações realizadas no site, porque o negócio da empresa consiste em oferecer uma plataforma de classificados gratuita que facilite a interação entre vendedores e compradores para que negociem diretamente. A OLX afirmou, ainda, que está à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário. Anteriormente, a empresa já havia declarado que o anúncio da suspeita foi tirado do ar.

Também em nota enviada ao G1, o Bom Negócio destacou que bloqueou a usuária, impedindo-a de anunciar no site, assim que recebeu denúncias de outros usuários. O Bom Negócio explicou que tem uma equipe de suporte, responsável pela aprovação e qualidade dos anúncios que entram no site e que a empresa também se esforça para informar os usuários com dicas para efetuar uma compra segura e nas páginas de cada anúncio, onde alerta expressamente para que o usuário não realize qualquer pagamento antes de verificar o bem ou serviço. Além disso, a nota afirma que quem desconfiar de algum anúncio poderá denunciá-lo para que a empresa adote as devidas providências. A empresa destacou que o contato e comunicação são feitos diretamente entre comprador e vendedor, sem que o site tenha acesso ao acompanhamento acerca da transação iniciada e que está sempre disponível para ajudar no que for necessário e colaborar com a investigação dentro da legalidade.

Transtornos para a família Bejani

Em entrevista ao G1 no mês de janeiro, a advogada Carla de Oliveira Bejani contou os problemas que enfrentou por causa da suspeita de estelionato contra a meia-irmã. A advogada afirmou que as vítimas a procuraram nas redes sociais para falar sobre o golpe. "Conversei com eles, expliquei a situação", ressaltou. A advogada reforçou que não tem contato com a irmã por parte de pai. "Nunca tive qualquer relação mais próxima com ela", afirmou.

Carla inclusive compartilhou um alerta divulgado pelas vítimas para impedir novas pessoas caiam no mesmo golpe. "Tem gente que confunde, mas eu não tenho nada a ver com isso", reforçou. O ex-prefeito de Juiz de Fora Carlos Alberto Bejani disse à produção do MGTV em Juiz de Fora que não tem contato com Tatiana, não sabe onde ela está e que foi informado pela imprensa da situação envolvendo a filha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 199 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal