Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/02/2014 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga rede de falsificação de carteiras de estudantes em Belém

Falsificação de carteiras de meia entrada são alvo da Dioe. Quem compra o material também pode ser detido.

Nos últimos dias, várias denúncias sobre a venda de carteiras estudantis falsas chegaram à Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), em Belém. A polícia investiga uma rede de falsificadores que estaria agindo na capital. “Acreditamos que essas pessoas agem juntas. Em uma rede de falsificação, alguém tem que produzir o documento, outra anuncia e outra vende”, explica o delegado Neyvaldo Silva.

No mês passado, uma mulher foi presa em flagrante vendendo carteiras falsificadas na avenida João Paulo Segundo, em Belém. Vários documentos foram apreendidos. Na RMB, apenas duas instituições são autorizadas a confeccionar e vender o material.

Para o representante da União dos Estudantes Paraenses, as escolas têm que ficar atentas na hora de liberar o acesso para o comércio de meia entrada. “Procure saber onde se localiza a sede, é saber onde estão as entidades autorizadas”, André Siqueira, presidente da UEP.

Quem for flagrado comprando esse tipo de material também pode ser responsabilizado. “Por estar sendo coautor de um crime, que é a falsificação de um documento particular, e corre o risco de ser preso em flagrante quando apresentar esse documento falso em qualquer evento cultural”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 125 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal