Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/12/2007 - UOL Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

'Viúva' de inglês desaparecido confessa que sabia que seu marido estava vivo


LONDRES, 6 dez 2007 (AFP) - A suposta viúva de um inglês que reapareceu cinco anos depois de ser dado como morto no mar confessou, na Cidade do Panamá, que sabia que seu marido estava vivo.

"Eu sabia", disse Anne Darwin, que, depois da notícia do reaparecimento no fim de semana de seu marido, John - que teria se afogado em março de 2002 -, garantiu enfaticamente que estva tão surpresa quanto todo mundo.

A mulher disse ainda que recebeu as milhares de libras de seguro de vida de seu marido "de boa fé", até que foi confrontada com uma foto do casal tirada em julho do ano passado no Panamá e publicada nesta quarta pelo jornal Daily Mirror.

"Sim, esse é meu marido", admitiu. "Imagino que essa foto responda a muitas perguntas", afirmou ela ao Daily Mirror.

"Meus filhos nunca vão me perdoar. Eles não sabiam de nada. Achavam que John estava morto. Agora vão me odiar", declarou, chorando.

Depois de confirmada a autenticidade da foto, a 'viúva' disse que vai voltar para a Grã-Bretanha para enfrentar a situação.

"Parece que me vou ficar sem marido, sem lar e sem família agora", lamentou-se, acrescentando que sua vida virou um pesadelo.

Enquanto isso, Darwin continua sendo interrogado pela polícia, que o prendeu por suspeita de fraude.

A prisão do homem de 57 anos pela polícia do condado de Hampshire, sudeste da Inglaterra, aconteceu quatro dias depois que ele entrou numa delegacia de Londres dizendo que havia perdido a memória e que só lembrava do nome, da data do nascimento e endereço.

A polícia o identificou como John Darwin, que partiu numa canoa no Mar de Norte, em março de 2002, e que se acreditava afogado depois que sua embarcação apareceu destruída na cidade de Hartlepool, costa norte da Inglaterra.

Depois de seu reaparecimiento, a polícia contatou seus filhos, seu pai e sua esposa, Anne Darwin, que há algumas semanas vendeu suas propriedades e emigrou para o Panamá, onde comprou um apartamento.

"Não posso acreditar que ele voltou dos mortos depois de cinco anos", declarou a esposa de 55 anos. "Não agüento de vontade de voltar a vê-lo", acrescentou.

Mas a história sofreu uma guinada depois que a polícia anunciou ter prendido um homem relacionado com o desaparecimento de John Darwin, em 2002.

Jornais e televisões britânicas invadiram o Panamá atrás de mais detalhes dessa história cheia de segredos e mistérios que está dominando as atenções da Grã-Bretanha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 236 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal