Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/02/2014 - Computerworld PT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mt.Gox anuncia risco de fraude com as Bitcoin

A bolsa de moeda digital suspendeu as transferências a partir de carteiras da sua plataforma, ao detectar uma falha de software capaz de levar a fraudes. O valor da moeda sofreu uma quebra significativa.

A Mt. Gox anunciou que vai manter suspensas as transferências de moeda Bitcoin das contas alojadas, para outra externas à sua plataforma online, até resolver uma falha de software. O valor do dinheiro chegou a cair de 679 dólares para perto dos 535, e pouco antes das 13 horas, estava nos 607 dólares, com o risco de fraude nas transacções, revelado pela bolsa.

A suspensão está em vigor desde sexta-feira, mas não afecta as conversões da moeda digital para moedas as convencionais, nem as transferências de Bitcoin entre contas geridas pela Mt.Gox. “Uma falha no software da Bitcoin torna possível utilizar a rede para alterar os detalhes da transacção e fazer parecer que um envio de moedas para uma carteira não tenha ocorrido quando na verdade ocorreu”, explica a Mt. Gox, num comunicado.

“Como a transacção aparece como se tivesse sido efectuada correctamente, as Bitcoins podem ser reenviadas. A Mt.Gox está trabalhar com a equipa de desenvolvimento do núcleo da Bitcoin, e outras,para atenuar esse problema”.

A falha, chamada de “maleabilidade na transacção”, já é conhecido por alguns dos principais programadores de software Bitcoin, recorda a Mt. Gox. Ela permite um terceiro interveniente alterar a “hash” associada a uma transação recém-emitidas sem invalidar a sua assinatura, resultando em duas operações semelhantes.

Apenas uma pode vir a ser validada e incluída na “blockchain”, registo de ​​transacções Bitcoin. Um intruso com acesso a poder de computação suficiente pode garantir que a transacção modificada seja incluída, e a original rejeitada.

Com as aplicações Bitcoin actuais, é fácil determinar se a transacção original falhou, mas é muito menos óbvio perceber que uma transacção modificada seja bem sucedida, afirma a Mt.Gox disse . “Isso significa que um indivíduo pode solicitar Bitcoins de uma bolsa ou serviço de alojamento de carteiras, altere a “hash” resultante da transacção antes da inclusão na “blockchain”, entre em contacto com o serviço de emissão e reivindicar que a transacção não prosseguiu”, adverte a bolsa.

Mt . Gox tinha avançado que a sua investigação fora desencadeada por “actividade invulgar” detectada nas suas carteiras Bitcoin.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal