Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/12/2007 - Diário de Natal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos três acusados de estelionato


Três pessoas foram presas na tarde de terça-feira tentando aplicar golpes em dois bancos da capital. O casal Andréia Medeiros de Araújo, 29, e Geraldo Alves Mendonça, 46, foram presos acusados de fazerem empréstimo em nome de funcionários públicos, enquanto que José Luis Pina, 41, foi pego em flagrante ao tentar fazer um empréstimo utilizando documentos falsos. Não há ligação entre eles.

Desconfiados de um empréstimo que o casal fez no nome de uma cliente do banco, o serviço de inteligência do Banco Real acionou a polícia para ser iniciada a investigação. No momento em que eles iriam efetuar um saque de 19 mil reais da conta da mesma cliente, os agentes chegaram ao local e conseguiram prender o casal na saída do banco.

Segundo a polícia, o casal conseguiu dados bancários dos clientes e utilizavam para falsificarem documentos e extratos no intuito de fazer empréstimos. Na casa dos acusados, no bairro de Capim Macio, foram encontrados três carros, documentos falsos, cheques e cerca de 22 mil reais em espécie.

Os acusados foram encaminhados à delegacia de defraudações e autuados por estelionato, falsidade ideológica e falsificação de documentos. A polícia já conseguiu recuperar mais de 40 mil reais. De acordo com as investigações, que contaram com o apoio do 15º Distrito Policial, da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) e da Delegacia de Defraudações, o casal já aplicava golpes a mais de um ano em bancos de Natal e Geraldo Mendonça já havia sido preso no Ceará por estelionato.

José Luis foi tentar fazer um empréstimo em uma agência do Banco do Brasil, no bairro do Alecrim, no valor de 15 mil reais para comprar um automóvel utilizando documentos falsos.

De acordo com a denúncia, José foi ao banco na segunda-feira para abrir uma conta e fazer o empréstimo. No entanto, já havia uma conta conjunta aberta no nome de sua esposa em outra agência do mesmo banco. Isso levantou a suspeita do banco, já que ele poderia ter usado a mesma agência para fazer suas transações, ao invés de tentar abrir uma nova conta em nova agência.

A Delegacia de Defraudações (DEFD) foi acionada e montou campana. José Luis chegou ao banco por volta do meio-dia e meia e foi abordado pelos agentes da DEFD. Em revista, foram encontrados com o acusado os documentos que ele iria apresentar no banco, todos falsificados. José estava com RG, CPF, certidão de alistamento militar e título de eleitor no nome de João Luis da Silva. Ele afirmou que teria comprado os documentos pelo valor de R$ 1.200 de um desconhecido. Foi constatado também que ele não é casado e que, portanto, a mulher de quem ele utilizou o nome para abrir uma conta bancária conjunta não existe.

Dada voz de prisão, José foi encaminhado para a delegacia, onde foi autuado em flagrante. Ele deverá ser investigado, entre outros crimes, por estelionato e porte de documentos falsos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 317 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal