Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/12/2007 - O Globo Online / Valor Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sindicom não acredita em fraude com biodiesel já em 2008

Por: Rafael Rosas


RIO - O presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), Leonardo Gadotti, não acredita na ocorrência de grandes problemas de adulteração na mistura de 2% de biodiesel ao óleo diesel vendido no país a partir de 1º de janeiro. De acordo com o executivo, o controle contra fraudes precisará aumentar a partir de 2009. A partir do ano que vem, por determinação legal, todo o diesel vendido no país deve conter mistura de 2% de biodiesel.

No ano que vem teremos a volta de apresentação do biodiesel. Em 2009 é que o carro-madrinha sairá da frente para a corrida começar, disse Gadotti.

A terminologia da Fórmula 1 foi utilizada por Gadotti para pontuar as diferenças de mercado que devem ocorrer entre 2008 e 2009. Segundo ele, os volumes necessários para a adoção de 2% de biodiesel ao diesel vendido serão fornecidos pela Petrobras, o que diminui os riscos de fraude. A partir de 2009 é que os revendedores terão maior liberdade para definirem seus fornecedores.

Neste momento, nada impede que o biodiesel esteja mais barato que o diesel comum, levando alguns vendedores a colocar mais de 2% na mistura. Da mesma forma, o diesel pode estar mais barato, levando outros a reduzir a mistura de biodiesel, ponderou Gadotti.

Atualmente, não há um teste simples para averiguar a porcentagem de biodiesel no diesel, a exemplo do que acontece com o álcool anidro adicionado na gasolina. No caso do etanol, mistura-se 50% de gasolina a 50% de água em um frasco, que é sacudido. A água tem o poder solvente de arrastar o álcool contido na gasolina, o que permite ao técnico determinar imediatamente o volume de etanol presente na gasolina, que deve ser de 25%.

Gadotti fez questão de afirmar, no entanto, que o Sindicom trabalha com universidades para descobrir um solvente que permita teste semelhante com o diesel e o biodiesel. Com certeza teremos um teste pronto para 2009, ressaltou.

O executivo, que também é diretor de suprimentos e distribuição da Esso no Brasil, afirmou ainda que a marca da gigante americana ainda será vista por um bom tempo no Brasil e frisou que a companhia não comenta especulações, ao se referir à comentada possibilidade de a petroleira vender seus ativos no país para a Petrobras. Atualmente, a Esso possui 1.700 postos no Brasil com 7,2% do total das vendas de combustíveis realizadas pelos associados do Sindicom.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 220 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal