Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/02/2014 - Diário de Pernambuco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

"Beethoven japonês" confessa que não era o compositor de suas músicas

O compositor confessou que contratou uma pessoa para escrever as composições

O compositor de música clássica japonês Mamoru Samuragochi, surdo desde os 35 anos, pediu desculpas nesta quarta-feira ao confessar que não era o autor das obras que o tornaram famoso.

Samuragochi, chamado de "Beethoven japonês", confessou por meio de seu advogado que contratou uma pessoa para escrever suas principais composições.

"Comecei a utilizar alguém para que compusesse por mim em 1996, quando me pediram a trilha sonora de um filme pela primeira vez. Esta pessoa me ajudou em mais da metade da trilha original", revelou o músico, que ainda não sofria de surdez total na época, mas tinha um quadro em constante agravamento.

Apesar de ter ficado completamente surdo aos 35 anos, Samuragochi continuou com a composição de obras, especialmente a "Sinfonia Nº1, Hiroshima", uma homenagem às vítimas da bomba nuclear que devastou a cidade do oeste do Japão em 1945.

Em um documentário exibido em março de 2013 pelo canal público NHK, com o título "Melodia da Alma", Samuragochi aparece durante a composição de um réquiem para uma menina que perdeu a mãe na catástrofe do terremoto e tsunami de 11 de março de 2011.

Nesta quarta-feira, um apresentador da emissora pública pediu desculpas ao público em nome da NHK por "não ter descoberto, apesar das verificações, que não era o autor de suas obras".

A gravadora de Samuragochi, Nippon Columbia, também expressou "estupefação e revolta" com o caso. O representante japonês da patinação artística nos Jogos Olímpicos de Sochi, Daisuke Takahashi, pretendia participar na competição ao som de uma obra do "Beethoven japonês".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 147 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal