Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

17/12/2013 - O Estado de Minas / AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Colaboradores de Sarkozy são detidos sob acusação de fraude


Dois colaboradores do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy foram detidos nesta terça-feira com base em uma investigação sobre fraudes no Ministério do Interior entre 2002 e 2004, informaram fontes ligadas ao caso.

Claude Guéant, ex-diretor do gabinete de Nicolas Sarkozy quando este era ministro do Interior, e Michel Gaudin, então diretor-geral da Polícia Nacional (DGPN), foram interrogados no Bureau Central de Luta Contra a Corrupção e Crimes Financeiros e Fiscais em Nanterre, revelaram as fontes.

De acordo com fontes da Justiça e com o advogado de Guéant, ambos já foram liberados.

O caso envolve suspeitas de malversação de fundos entregues ao Ministério do Interior para pagar investigações policiais.

Claude Guéant deve dar explicações sobre cerca de 10 mil euros mensais não declarados e incorporados a seu salário.

Guéant "lembrou que ele se limitou" a amenizar "as insuficiências das dotações orçamentárias dos funcionários", comentou seu advogado Philippe Bouchez-El Ghozi, referindo-se ao interrogatório.

"Ele não é acusado de absolutamente nada" e "se espanta pela maneira como ele é regularmente questionado", insistiu o advogado, acrescentando que seu cliente respondeu "exaustivamente à Justiça".

É a primeira vez na França que dois ex-responsáveis da polícia de alto escalão são detidos para interrogatório.

"As medidas para o interrogatório, no âmbito das quais os direitos de defesa são preservados, foram tomadas, visando às necessidades da investigação preliminar, que se segue, e que diz respeito às suspeitas de desvio de recursos públicos, cumplicidade e fraude", frisou o Ministério Público parisiense.

Os dois homens têm estreitas relações com o ex-presidente.

Claude Guéant, de 68 anos, era considerado "sua eminência parda" e seguiu Sarkozy até o Eliseu, onde assumiu o cargo de secretário-geral, antes de ocupar a pasta de ministro do Interior, em 2011.

Michel Gaudin, de 65, ex-chefe da polícia, é o atual chefe do gabinete de Nicolas Sarkozy, que dá crescentes sinais de querer voltar à vida política.

A promotoria de Paris havia iniciado, em meados de junho, uma investigação preliminar, após a publicação de um relatório revelando que "gastos com investigação e vigilância" foram entregues, na verdade, a Guéant.

Gaudin, chefe da polícia entre 2007 e 2012, esteve encarregado entre 2002 e 2004 da gestão dos fundos de investigação.

Segundo uma fonte ligada ao caso, outros dois ex-membros do gabinete de Nicolas Sarkozy no Ministério do Interior também receberam dinheiro destinado a investigações.

A entrega de dinheiro em espécie para a realização de investigações policiais foi suprimida pelo governo socialista de Lionel Jospin em 2002, mas acabou restabelecida entre 2002 e 2004 no Ministério do Interior, segundo o relatório da inspeção geral da administração e da polícia nacional (IGPN).

O atual ministro do Interior francês, Manuel Valls, anunciou o envio do relatório à Justiça.

Esse episódio acontece no momento em que aumentam os rumores, em especial de pessoas ligadas a Sarkozy, sobre seu possível retorno à política na eleição presidencial de 2017. Dois fatores estariam motivando essa volta: as pesquisas de opinião pública e a crise persistente de uma liderança política na direita.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 176 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal