Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/12/2013 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Desembargador ordena preso em concurso a usar tornozeleiras

Por: Carlos Lustosa Filho

FRAUDE CONCURSO DA PM: Sebastião Ribeiro Martins determinou que Daniel Rodrigues use tornozeleira.

O desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí, Sebastião Ribeiro Martins, determinou que um dos presos acusado de fraudar o concurso da Polícia Militar usará tornozeleira eletrônica. A pena foi aplicada a Daniel Fernandes de Moura Rodrigues, que foi preso em flagrante no dia 1º de dezembro quando, segundo a Polícia, ele portava um celular em sala de aula durante aplicação do concurso.

Segundo a sentença, Daniel mora em Simões e foi um dos detidos pela Polícia Civil em Teresina na data de aplicação do certame. Ao todo, foram presos nove pessoas: seis em Teresina, entre eles o tenente Elivaldo Moraes; e mais três pernambucanos em Picos.

Segundo o desembargador, a soltura é uma medida cautelar devido à superlotação dos presídios e não haverá risco para o processo. “Ele vai responder em liberdade diante medida cautelar com o uso de tornozeleira e terá outras restrições além de comparecer quando for intimado”, pontuou o desembargador.

Em Teresina e Picos foram presos pelo Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) acusados de pagar para receber o gabarito e policiais militares. A princípio, segundo a Polícia, eles deram cerca de R$ 2 mil. O restante seria dado após a aprovação. O valor total poderia chegar a R$ 10 mil de acordo com o delegado Menandro Pedro. De acordo com a Polícia, o esquema de fraude funcionaria através de códigos, estabelecidos de acordo com toques aos celulares dos suspeitos.

Foram inscritos mais de 30 mil concorrentes, que disputaram as 400 vagas para o cargo de soldado e 30 vagas para o cargo de oficial da PM.

O tenente Elivaldo, técnico do time de futebol feminino do Tiradentes, ainda continua preso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 157 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal