Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/12/2007 - Revista Consultor Jurídico Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Identidade na internet. Governador do Missouri quer punição para falsários


O governador do estado americano do Missouri, Matt Blunt, pediu que deputados elaborem uma lei para que haja enquadramento penal para a criação de falsos personagens no mundo virtual. O pedido foi feito depois que o promotor do condado de St. Charles, nos Estados Unidos, se negou a oferecer denúncia contra os internautas que postaram mensagens virtuais que teriam incentivado uma menina de 13 anos a cometer o suicídio. As informações são do site Findlaw.

As mensagens foram postadas no site de relacionamentos My Space, que tem 62 milhões de usuários em todo o mundo. Os pais de Megan Meier, a menina que se enforcou ano passado, sustentaram que o suicídio foi gerado após ela ter lido mensagens postadas no My Space.

O promotor Jack Banas afirma que consultou “várias leis sobre o tema, vários casos”, mas não encontrou “indícios de que fazer ameaças virtuais a alguém, em graus variados, possa configurar algo a ponto de levar a pessoa se matar”.

A Polícia sustentava que um vizinho da menina e uma empregada doméstica de 18 anos de idade fabricaram o perfil de um garoto adolescente no My Space. E esse falso garoto passou a paquerar Megan Meier.

Segundo as investigações, o perfil desse adolescente virtual era manipulado por “várias pessoas”, que tinham acesso às senhas. Ninguém sabe, assim, quem mandava as mensagens que supostamente teriam gerado o suicídio de Megan Meier.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 246 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal