Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/12/2013 - Teletime Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dono de site que vende decodificadores irregulares é preso no RS


A Polícia Civil de Gravataí (RS) prendeu nesta semana o dono de um site que vende decodificadores piratas de TV por assinatura. Zaloar Souza dos Santos é proprietário da loja virtual www.aztvplus.com.br, que, segundo nota da ABTA e do Seta, nos últimos três meses teria sido acessada por 377 mil usuários.

Com a execução do mandato de busca e apreensão na casa do empresário, foram encontrados 129 decodificadores piratas. Em depoimento na delegacia, o proprietário do site admitiu que vende os equipamentos para diversas regiões do Brasil e que mantém a atualização dos mesmos, via satélite, para continuar violando os novos códigos das operadoras de TV por assinatura.

A polícia também apreendeu computadores pessoais do empresário, que serão utilizados na investigação para localizar os fornecedores do material ilegal.

A denúncia contra a loja virtual foi feita pela Aliança Internacional contra a Pirataria, lançada no início deste ano e que reúne representantes de operadoras de TV por assinatura de vários países da América Latina.

Nos últimos meses, a Polícia Civil e o Ministério Público têm intensificado as ações de combate à pirataria de TV em diversos estados. Na cidade de São Paulo, já foram realizadas cinco batidas que apreenderam centenas de decodificadores na rua Santa Ifigênia, tradicional ponto comercial de eletrônicos do Centro da capital.

A ação paulista é resultado de uma solicitação de inquérito policial registrada em 2012 pelo Sindicato Nacional das Empresas Operadoras de Televisão por Assinatura e de Serviço de Acesso Condicionado (SETA).

A mesma entidade é autora, em conjunto com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Sistemas de TV por Assinatura e Sistemas Especiais de Telecomunicações (SINCAB), da ação civil pública que levou a uma liminar proibindo a comercialização dos conversores piratas, segundo decisão da 15ª Vara Federal de São Paulo, em 19 de dezembro de 2011.

A polícia também promoveu, recentemente, ações de apreensão em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, São Bernardo do Campo e Sorocaba.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 99 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal