Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/11/2013 - Correio do Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

China condena executivo corrupto da China Mobile à prisão perpétua


Uma Corte de Justiça no nordeste da China, nesta sexta-feira, condenou um ex-vice-presidente da estatal que controla a China Mobile à prisão perpétua por aceitar subornos, informou o Partido Comunista Chinês, no mais recente caso de executivo de uma empresa estatal a ter seu destino definido enquanto a China tenta acabar com o flagelo da corrupção. Lu Xiangdong, 53, em conluio com outros, incluindo sua esposa, abusou de sua posição para tirar mais de 25 milhões de iuanes (US$ 4,1 milhões de dólares) em subornos, entre 2003 e 2011, informou a agência chinesa de notícias Xinhua, citando uma decisão de meados de novembro por um tribunal na província de Jilin.

“A soma de subornos aceitos por Lu Xiangdong foi imensa”, disse a Xinhua, acrescentando que foi dada uma “sentença branda em vista de sua admissão de culpa e boa atitude, a confissão de detalhes, e o retorno de alguns fundos ilícitos”.

Lu foi investigado no início de 2012, quando trabalhou em operações nos negócios de marketing e digitais da empresa, disse a Xinhua. Funcionários da China Mobile, a maior operadora de telecomunicações do país, não quiseram dar declarações nesta sexta-feira. Lu era vice-presidente da China Mobile Communications Corp, que é controladora de propriedade estatal da companhia.

A China lançou uma série de investigações sobre executivos em diversos setores, que vão desde energia a transporte, enquanto o presidente Xi Jinping se concentra na erradicação da corrupção, que é vista como uma ameaça para a sobrevivência do Partido Comunista.

Livro branco

O PC Chinês tem tentado seguir, à risca, o que determina o Livro Branco sobre a Corrupção, lançado em 2010. A publicação foi distribuida após a conquista de “sensíveis resultados” no combate à corrupção no país, uma das principais fontes de descontentamento popular na China. Mas reconheceu que o problema “ainda é muito grave”.

O Livro Branco sobre a Corrupção explica que “até agora, o esforço da China para combater a corrupção tem produzido resultados sensíveis”, acrescentando que entre 2005 e 2009 foram investigados “mais de 69,2 mil casos de subornos comerciais, envolvendo 16,5 milhões de yuan (1,9 bilhão de euros)”.

Neste Livro Branco é, ainda, referido que nos últimos sete anos, os procuradores chineses “investigaram mais de 240 mil casos de desvio de fundos, suborno, incumprimento de deveres e violação de direitos”.

No entanto, o problema da corrupção “persiste, com alguns casos envolvendo largas somas de dinheiro. A situação ainda é muito grave (…) As violações da lei e da disciplina tendem a ser mais camufladas, inteligentes e complexas”, reitera o Livro Branco.

O Partido Comunista Chinês assume o combate à corrupção como “uma questão de vida ou de morte” para a sua permanência no poder, mas avisa que se trata de “uma luta prolongada, árdua e complexa”. O Livro Branco apela, também, ao “envolvimento dos cidadãos” na luta contra a corrupção, nomeadamente através da Internet, considerada já “uma nova forma de supervisão por parte do público”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 55 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal