Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/11/2013 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dono de loja com conveniência do BRB é preso acusado de fraudar cartões de crédito

Por: Gustavo Frasão

Pelo menos 20 correntistas foram lesados. Prejuízo passa dos R$ 2 milhões.

O dono de uma loja com posto de conveniência do BRB (Banco de Brasília) de Taguatinga (DF) foi preso na manhã desta sexta-feira (22) acusado de fraudar cartões de crédito. Com ele, outras três pessoas foram detidas suspeitas de ajudar a praticar os crimes.

Pelo menos 20 correntistas do banco foram lesados e, até o momento, o prejuízo aos cofres bancários está contabilizado em R$ 2 milhões.

A operação deflagrada pela DRF (Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos) foi batizada de Garoupa, animal símbolo da nota de R$ 100, e aconteceu no Gama, Ceilândia e Taguatinga, regiões administrativas do DF, nas primeiras horas do dia.

O delegado responsável pelo caso, Fernando César, explicou que a quadrilha era especializada na fraude dos cartões bancários de clientes que possuem grandes saldos nas contas. Eles eram monitorados e o dono da loja de conveniência repassava as informações para que a fraude pudesse acontecer.

— Eles usavam os dados dos clientes para gerar boletos e comprar veículos de luxo.

Com a quadrilha, foram apreendidos carros e motos caros, como caminhonetes L200, picate S10, motos Harley-Davidson e um Peugeot conversível.

A polícia explicou que ainda existem novos mandados de prisão a serem cumpridos. A suspeita é que empregados do próprio banco tenham envolvimento direto ou indireto com o esquema.

— Acreditamos que essas pessoas tinham acesso a informações privilegiadas e as repassavam para a quadrilha.

Os suspeitos estão na carceragem do DPE (Departamento de Polícia Especializada) à disposição da Justiça.

Por meio de nota, o BRB disse que fechou, em outubro passado, o correspondente envolvido nas acusações. A fraude foi identificada e boa parte do dinheiro já foi resgatada, o que impediu que os clientes fossem lesados.

O banco também explicou que o responsável pela conveniência, além de estar preso, também perdeu a concessão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 129 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal