Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

18/11/2013 - Diário de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários sacam FGTS de serralheiro

Eles retiraram também o PIS. Saque foi em uma agência de Várzea Paulista, e a vítima é de Vitória.

O serralheiro Raphael Costa Teixeira, 28 anos, perdeu seus documentos em Vitória, Espírito Santo, onde mora, em agosto deste ano. Entre os documentos estavam RG, CPG, Certidão de Nascimento e Carteira de Trabalho.

No dia 15 do mesmo mês, foi tentar sacar o PIS (Programa de Interação Social) na agência da Caixa Econômica Federal de sua cidade, quando o gerente lhe disse que a quantia já havia sido sacada em uma agência de Várzea Paulista.

No dia 10 de outubro, ele assinou sua rescisão de contrato do antigo emprego e quando foi retirar seu FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), há alguns dias, recebeu a notícia de que, de novo em Várzea Paulista, o valor já havia sido retirado por alguém que se passou por ele.

A vítima viajou do Espirito Santo até São Paulo e pegou um trem para Jundiaí ontem para tentar resolver a situação na delegacia daqui.

Chegando na cidade, ele foi encaminhado pela GM (Guarda Municipal) ao SOS (Serviço de Obras Sociais), no Anhangabaú, para tentar saber se havia alguém registro de usuários em seu nome. E lá teve outra surpresa: um morador de rua se passou por Raphael no abrigo, havendo dois prontuários com seu nome.

Nenhum funcionário do SOS quis comentar o caso, nem divulgou quais as datas em que o possível estelionatário passou pelo abrigo.

Golpe novo/ Segundo o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Marcel Fehr, esta é a primeira vez que um caso envolvendo retirada de FGTS e PIS acontecem na região.

“Os bancos geralmente são cuidadosos com isso, mas a orientação sempre é a mesma, ou seja, registrar boletim de ocorrência e guardá-lo pro resto da vida. Geralmente as consequências de casos de estelionato podem aparecer anos depois”, comentou.

A reportagem do BOM DIA tentou localizar a vítima, mas sem sucesso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 129 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal