Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/04/2013 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Jovem falsifica registro em carteira para abrir conta e crediário em lojas de Campo Grande

Por: Graziela Rezende


Prestes a abrir conta corrente em banco, além de diversos crediários em lojas de eletrodomésticos, um jovem de 18 anos foi flagrado com documentação falsa, em uma agência Santander, no centro de Campo Grande.

Na ocasião, o gerente estranhou algumas informações e ligou para a dona da auto-escola, que ele escolheu para ser a sua empregadora. Coincidência ou não, ela possuía conta no mesmo banco e garante jamais ter visto Keslley Souza.

“Eu já havia estranhado o fato de várias lojas ligarem para confirmar os dados dele, sendo que não conhecia este rapaz. Aí o gerente do banco me ligou e levei um susto na hora. Na carteira de trabalho, ele colocou o meu CNPJ e o nome da Auto Escola Renascer, com o cargo de mecânico e salário de R$ 2.143”, afirma ao Midiamax a proprietária do comércio, I.B. de A., 48 anos.

Ao analisar a papelada, o gerente constatou que o RG, CPF (Certidão de Pessoa Física) e o comprovante de endereço de Keslley eram verdadeiros. Porém, em sua carteira de trabalho, tirada no dia 21 de fevereiro de 2013, ele colocou a sua admissão na auto-escola no dia 1° de janeiro do ano passado. E ainda fez um holerite falso, com o salário que a dona da auto-escola garante não pagar para nenhum de seus funcionários.

Na sexta-feira (12), Keslley passou algumas horas no banco e quase foi preso em flagrante pela PM (Polícia Militar). “Eles demoraram muito para chegar e depois registrei a ocorrência na Polícia Civil, que está investigando o crime”, conta a vítima.

Keslley reside, conforme citou ao banco, no bairro Tijuca II. O local fica apenas há algumas quadras da auto-escola, localizada na Coophavilla II. A dona permanece indignada com o uso indevido do seu comércio e por isso fez uma queixa de falsidade ideológica.

Já Keslley parece bem tranquilo. Além da documentação falsa apresentada aos lojistas e um banco da rua Barão do Rio Branco, ele ainda colocou em seu perfil na rede social que trabalha para esta empresa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 33 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal