Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

02/11/2013 - paraiba.com.br Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende três acusados de estelionato e um de homicídio em Sousa


Três cearenses acusados de estelionato e um paulista suspeito de matar um estudante no carnaval de Sousa foram presos nessa sexta-feira (1º). A primeira prisão aconteceu durante uma ronda de rotina de policiais civis e do Grupo Tático Especial (GTE) da cidade de Sousa na BR-230.

Everaldo de Lima Cavalcanti, José Vicente de Freitas, Francisco Cilon de Lima e uma mulher estavam em um veiculo com placas de Juazeiro do Norte, Ceará, e na abordagem dos policiais revelaram que iam abrir uma empresa fantasma de venda de peças de motos na cidade de Sousa.

De acordo com os próprios acusados, o chefe do grupo é Francisco Cilon de Lima. Everaldo e José Vicente são os “laranjas”, que iam emprestar os nomes para abrir a firma e receberiam dois mil reais cada um como pagamento. Com os acusados, os policiais apreenderam vários documentos falsos, entre eles RG, Título de Eleitor, CPF e documentação utilizada para abertura das empresas.

Um levantamento da ficha criminal dos acusados mostrou que Everaldo de Lima responde pelos crimes de assalto a mão armada e porte ilegal de arma de fogo no Ceará. José Vicente responde por porte ilegal de arma de fogo no Ceará e estelionato no Rio Grande do Norte e Francisco Cilon por porte ilegal de arma no estado do Ceará.

Já na Paraíba, o delegado Claudio Bezerra autuou Francisco Cilon e Everaldo por formação de quadrilha e José Vicente por formação de quadrilha e falsificação de documentos. A mulher que estava com eles foi liberada porque o delegado não encontrou nenhum indício da participação dela na trama criminosa.

Homicídio no carnaval - O paulista Rodrigo Pereira de Sousa, de 22 anos, foi preso acusado de matar um estudante durante o carnaval da cidade de Sousa. Ele havia sido levado por policiais militares para a delegacia de Pombal para ser autuado na Lei Maria da Penha, mas depois de um levantamento feito pelo Grupo Tático Especial (GTE), a polícia descobriu que Rodrigo é foragido da Justiça, acusado de homicídio qualificado.

O crime, de acordo com as investigações, foi praticado no dia 22 fevereiro de 2012 durante uma festa de carnaval na cidade de Sousa. José Gomes de Oliveira Filho, de 21 anos, foi esfaqueado na praça de eventos que fica no bairro da Estação.

Mesmo ferido no peito, José Gomes ainda conseguiu pedir socorro a uma guarnição do Corpo de Bombeiros que passava pelo local. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Temendo a prisão, Rodrigo fugiu da cidade, mas acabou sendo descoberto quando foi preso por agressão a uma mulher. Além de responder por violência contra a mulher, ele vai cumprir pena por homicídio. Rodrigo foi ouvido pelo delegado Francisco Abrantes Moreira e encaminhado para a Colônia Penal Agrícola do Sertão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 77 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal