Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

31/10/2013 - iOnline / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Detidos suspeitos de burla milionária em caso que envolve ex-líder do União de Leiria

Os detidos, de 41 e 44 anos, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para eventual aplicação de medidas de coação.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a identificação e detenção de dois homens suspeitos de burlas que causaram prejuízos a instituições bancárias em mais de um milhão de euros e cujo caso envolve um ex-presidente da União de Leiria.

O comerciante e o gestor detidos na quarta-feira em Braga e em Guimarães são presumíveis coautores de crimes de burla qualificada e falsificação de documentos, em colaboração com um outro arguido, o ex-presidente da SAD da União de Leiria João Bartolomeu, adiantou fonte da PJ à agência Lusa.

Em comunicado, a PJ informou que "de acordo com os elementos de prova coligidos no decurso da investigação, os detidos, com a colaboração de outro arguido, participaram na elaboração e consumação de um plano que consistiu na sucessiva apresentação a desconto de dezenas de títulos de crédito falsos".

O prejuízo patrimonial está avaliado num valor que ultrapassa o milhão de euros, pode ler-se na nota da PJ hoje divulgada.

Os detidos, de 41 e 44 anos, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para eventual aplicação de medidas de coação.

A 16 de outubro, o ex-presidente da SAD da União de Leiria João Bartolomeu saiu em liberdade do Tribunal de Leiria, obrigado ao pagamento de 70 mil euros de caução.

João Bartolomeu, empresário leiriense, ficou ainda sujeito a apresentações semanais às autoridades e à entrega do passaporte.

O empresário, suspeito vários crimes de burla qualificada e falsificação de documentos bancários, designadamente de letras de câmbio, tinha sido detido pela PJ de Leiria e foi ouvido em primeiro interrogatório judicial, que durou cinco horas.

Os ilícitos que levaram à detenção de João Bartolomeu, de 66 anos, reportam a eventuais crimes "cometidos na zona de Leiria, tendo sido identificadas diversas situações que, no seu conjunto, terão causado prejuízos patrimoniais de valor superior a um milhão de euros", podia ler-se num comunicado divulgado pela PJ.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 108 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal