Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

30/10/2013 - Correio do Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Documentação apreendida comprovaria fraude contra CEEE

Por: Luciano Nagel

Deic investigou empresas que prestavam serviços de reparação à companhia.

Agentes da Delegacia de Polícia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) apreenderam, na manhã desta quarta-feira, dezenas de documentos, talionários, notebooks, CDs e DVDs que comprovariam uma fraude de empresas de serviços eletrônicos que prestavam serviços de reparação para a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE).

De acordo com a coordenadora da operação, delegada Sílvia Coccaro, uma denúncia da CEEE motivou a operação. "Os suspeitos incentivavam as pessoas que tivessem seus aparelhos queimados, como microondas e televisores, a ingressar na Justiça contra a Companhia", explicou. Somente em 2012, a CEEE desembolsou R$ 150 mil do dinheiro público com o pagamento de indenizações.

Silvia Coccaro explicou que os ex-prestadores de serviços “sabiam muito bem o que geraria indenização por danos” e forjavam assim os pedidos ressarcimento com os supostos consumidores prejudicados por “problemas” na rede de energia elétrica. Notas fiscais frias, previamente assinadas em branco, eram preenchidas com determinados valores, sendo encaminhadas junto com os pedidos de ressarcimento.

Policiais cumpriram 16 mandados de busca e apreensão em estabelecimentos comerciais nos municípios de Alvorada, Porto Alegre e Viamão. Em Viamão, em uma loja de eletrônicos e consertos, foram apreendidos documentos, entre eles, DVDs que ensinavam como elaborar uma fraude alterando notas fiscais. Dois proprietários de um dos estabelecimentos, onde foram cumpridos os mandados, foram conduzidos ao Deic para prestar esclarecimentos à polícia.

Os proprietários desses eletrônicas devem agora prestar esclarecimentos. Os consumidores beneficiados pelo esquema também deverão ser responsabilizados. “É um cartel onde combinavam preços entre si”, resumiu a delegada Silvia Coccaro, alertando ainda que as companhias privadas do setor elétrico sobre a possibilidade de também serem vítimas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 97 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal