Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

22/10/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ministério Público cumpre mandados por fraudes em rede de lojas no ES

Por: André Falcão

Grupo utilizava "laranjas" para abrir empresas, diz Receita Estadual. Estimativa é de que o prejuízo fiscal ultrapasse R$ 6,5 milhões.

Uma operação do Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) cumpre na manhã desta terça-feira (22), um mandado de prisão temporária na Praia da Costa, em Vila Velha e 15 mandados de busca e apreensão em sete municípios da Grande Vitória. O órgão investiga um grupo criminoso que atua no comércio por meio de uma rede de lojas de varejo do estado. Segundo o MP-ES, os investigados são suspeitos de fraudes fiscais, pela utilização de dados de "laranjas" para abrir empresas e fraudar o faturamento para que as mesmas fossem optantes pelo Simples Nacional, além de sonegarem impostos comprando e vendendo mercadorias sem documentação fiscal. Ainda segundo o MP-ES, a estimativa é que o prejuízo fiscal ultrapasse R$ 6,5 milhões.

O Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP-ES realiza a Operação Lombardia com a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e com apoio da Polícia Militar. No decorrer das investigações foram colhidas provas e indícios do envolvimento de um empresário, diversos familiares e outras pessoas usadas como ''laranja''. Além disso, foi feito realizado pelos agentes levantamentos nas empresas pertencentes ao grupo empresarial que possui várias lojas na região metropolitana e no interior do estado.

Estabelecimentos e residências de responsáveis pela fraude, dois escritórios de contabilidade e uma empresa responsável pelo desenvolvimento de softwares utilizados pela empresa são alvos das ações.

Ao todo, quatro membros do Ministério Público, 31 auditores fiscais da Receita Estadual e 56 Policiais Militares auxiliam nos trabalhos. A partir da Operação Lombardia o grupo vai analisar documentos, computadores, dados e depoimentos de investigados e testemunhas.

De acordo com o órgão, com a aproximação do Natal, em parceria com o Procon Estadual, será intensificada a fiscalização para evitar sonegações fiscais e lesões aos direitos do consumidor, já que se trata de um período de muitas vendas do comércio.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 77 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal