Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

19/10/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes de falsos corretores fazem ao menos seis vítimas em Campinas

Proprietários são enganados por contratos de locação falsos, diz Creci. Inquilinos moram em propriedades e não pagam aluguéis por até 18 meses.

O golpe do falso corretor de imóveis fez ao menos seis vítimas em 2013 em Campinas (SP), segundo dados da Delegacia Regional do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis(Creci). Os estelionatários, que muitas vezes ficam com o dinheiro dos pagamentos, agem como corretores e fecham contratos falsos com proprietários de residências que estão disponíveis. Após algum tempo, o dono do local percebe que os pagamentos da locação estão atrasados e que o novo inquilino não é o mesmo que consta no contrato.

Bairros nobres

Segundo o advogado Mario Augusto Uchoa Filho, os estelionatários procuram imóveis em bairros nobres, que tem um aluguel com valores acima do mercado ou que estão há mais de quatro meses vazios. A preferência são pelos apartamentos. Segundo Filho, os golpistas utilizam do desespero do proprietário para fechar o negócio. “Eles dão o canto da sereia, falando que o locatário amou o lugar e que pagará o aluguel que o proprietário quer”, diz o advogado.

Após perceber a falta do pagamento dos aluguéis, o dono procura a imobiliária ou o corretor e não consegue mais contato. É então que o proprietário procura o locatário e descobre que a pessoa que mora no lugar não é a mesma que está no contrato, e que o fiador é inexistente. Segundo Filho, os proprietários entram com ação de despejo, porém como no documento existe um fiador, a Justiça tenta procurar essa pessoa, que no caso não existe. É aí que o golpista utiliza da demora dos processos judiciários, que chegam a durar até 18 meses, para morar sem pagar aluguel.

Esquema

Uchoa Filho afirma que pelo menos esse ano 20 pessoas o procuraram para pedir ajuda referente a casos semelhantes. Ele suspeita que esses falsos corretores recebem um dinheiro para aplicar o golpe. “Eles cobram adiantado do interessado cinco parcelas do aluguel para fazer o golpe. Então se o aluguel mensal é R$ 1mil, eles recebem R$ 5 mil para fechar o negócio e o locatário paga esse valor para morar no local por um ano”, afirma Filho.

A aposentada Sandra Regina Alves, 58, não recebe há três meses o aluguel de seu apartamento na Avenida Princesa d’Oeste, área nobre da cidade. Segundo Sandra, uma imobiliária ligou para ela no mês de junho afirmando que havia uma pessoa muito interessada na propriedade.

Dois meses após fechar negócio, a aposentada percebeu que os aluguéis não estavam sendo repassados a ela. “Procurei a imobiliária e ninguém quis falar comigo e daí tentei entrar em contato com o inquilino e não consegui”, diz Sandra que afirma também que o nome que consta no contrato não é o mesmo do novo morador.

Creci

O subdelegado regional do Creci de Campinas, Waldemar Reinaldo Biondi, afirma que esse ano foram feitas seis denúncias junto ao Creci de São Paulo referente a golpes aplicados por esses falsos corretores.

Segundo Biondi, os proprietários dos imóveis devem procurar o Creci antes de fechar algum negócio. “A pessoa pode ligar no telefone da regional (Creci) e pedir para a gente verificar a idoneidade do corretor ou da imobiliária”, diz o subdelegado.

O órgão também alerta para as pessoas não confiarem em profissionais que não possuem o número de registro do Creci. “Muitos anunciam nos jornais sem nenhum número ou com números falsos, geralmente são esses os golpistas”, comenta Biondi.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 140 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal