Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

17/10/2013 - Circuito Mato Grosso Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dobra número de gestores condenados por corrupção

Por: Camila Ribeiro


Balanço da Auditoria de Gestão da Primeira Instância, vinculada à Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso, aponta significativo crescimento no número de julgados em ações de improbidade administrativa e ações penais relacionadas a crimes contra a administração pública no mês de setembro, em comparação ao mês anterior. Foram sentenciados 43 processos relacionados à improbidade, o que representa aumento de 86,9% em relação a agosto, quando 23 processos foram julgados. Em relação às ações penais, a evolução atingiu a marca de 34,1%, pois 55 processos foram sentenciados. No mês anterior foram contabilizadas 41 sentenças.

Segundo a analista judiciária Doralice Mendonça Faust, que atua na Auditoria de Gestão com outros seis servidores, o resultado obtido no último mês é resultado das notificações feitas aos juízes das 79 comarcas do Estado. “Trabalhamos diariamente em cima dos processos relacionados à Meta 18. Primeiro fazemos notificação via SIAP (Sistema de Inspeção e Acompanhamento de Produção). Esperamos o prazo e, caso não seja cumprido, fazemos nova notificação via Malote Digital”, salienta. Dependendo da quantidade de processos, o prazo concedido varia de cinco a 20 dias para que uma nova notificação seja feita.

Como geralmente envolvem processos complexos e bastante volumosos, e considerando a necessidade de se observar o devido trâmite processual, muitos magistrados solicitam a prorrogação do prazo para analisar o processo. “Se o prazo pedido for pequeno, pelo próprio sistema podemos conceder a prorrogação. Mas prazos maiores são analisados pelo corregedor-geral, caso a caso. Nós estamos trabalhando, assim como os magistrados e servidores, para que a meta seja cumprida. Todos estão bastante empenhados”, ressalta Doralice.

Desde o início do ano foram julgados 273 ações penais administrativas e 128 processos relacionados à improbidade em todo o Estado. Tendo em vista a complexidade das causas, esse número representa um grande avanço, segundo o corregedor-geral da Justiça, desembargador Sebastião de Moraes Filho.

“Esse resultado é bastante positivo e demonstra que estamos empenhados em alcançar o cumprimento da Meta 18, apesar das dificuldades enfrentadas por conta do reduzido número de servidores, da complexidade dos processos, bastante volumosos e do elevado número de réus em muitos casos, além dos múltiplos recursos usados pelas partes, que têm direito à ampla defesa”, avalia o desembargador.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 105 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal