Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/05/2006 - Jornal da Manha Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Funcionários públicos viram alvo de estelionatários

Por: Fernanda Bolzan


Após três meses em silêncio, o golpe do benefício para aposentados volta a atacar funcionários públicos em Uberaba. Nas duas últimas semanas, cerca de 60 pessoas foram assediadas pelos estelionatários e pelo menos 11 pessoas caíram no golpe.
De um telefone Vésper, o golpista, que se apresenta como Geraldo, advogado em Belo Horizonte, informa que a pessoa tem um dinheiro de um processo na Receita Federal que acabou sendo liberado. Para receber a quantia, que pode ultrapassar R$ 60 mil, o aposentado deve depositar uma quantia em dinheiro na conta informada pelo estelionatário. A novidade é que as vítimas não são apenas aposentados da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. "Eu liguei para ele me fazendo passar por aposentada e descobri que esse golpe está sendo aplicado em funcionários de outras instituições e até os da ativa", destaca a coordenadora de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFTM, Mirtes Elena Pacheco.
Entre as novas vítimas, ela destaca um funcionário da universidade que depositou R$ 600 na conta da quadrilha, e um ortopedista da cidade, para quem foram oferecidos R$ 55 mil, com a condição de depositar R$ 5 mil na conta. "A sorte é que o médico tem uma filha em Brasília, onde eles alegam ter endereço, que procurou e descobriu que a firma não existe", completa.
A coordenadora explica que, ao procurar o Departamento de Recursos Humanos da UFMT, foi alertada que as informações podem ter sido conseguidas junto às financeiras que oferecem empréstimos com desconto em folha para aposentados, que, por sua vez, recolhem os dados junto ao Siap (Sistema de Informações da Administração Pública). "Quando a gente descobriu a primeira vez, a faculdade mandou no contracheque (dos funcionários) um bilhete avisando do golpe", afirma Mirtes, ao orientar que os funcionários, independente de ser sindicalizados, procurem o sindicato ao ser assediados pela quadrilha. "Estamos ligando para os sindicalizados, mas nossa preocupação não é só com os nossos, pois tem gente fora da universidade que está caindo no golpe", destaca. A partir daí o sindicato pretende levar os casos até a delegacia de Falsificações e Defraudações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 572 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal