Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/11/2007 - pernambuco.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia procura terceiro envolvido em estelionato


O Delegado Darley Timóteo, titular da especializada do Turista, divulgou esta manhã o telefone 81 3322-4867 para a coleta de mais informações sobre a atuação de um casal de estelionatários que se passava por cartomantes para extorquir dinheiro de pessoas em várias capitais do país, como o Recife. O delegado acredita que mais vítimas podem se apresentar e que os novos depoimentos podem ajudar a localizar um terceiro integrante do grupo que teria ficado com as jóias levadas no último golpe na capital pernambucana. Ele aasccrescentou que a polícia já sabe o nome do suspeito, mas que a identidade será mantida em sigilo para não atrapalhar as investigações.

As informações foram repassadas durante entrevista coletiva onde foram apresentados os suspeitos Alexandre Annovicho Luiz, 36 anos, e Josiane Blado Antônia, 29. O casal foi capturado na quarta-feira da semana passada em São Paulo, depois de um trabalho de investigação realizado pelo serviço de inteligência da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e dos estados de São Paulo e Minas Gerais.

Timóteo não quis adiantar como chegou à informação do paradeiro do casal, mas revelou que a mulher é natural de São Paulo, enquanto o marido nasceu em Minas. Ele acrescentou que o caso chegou à Delegacia do Turista no dia 24 de agosto deste ano após a queixa prestada pela vítima, uma senhora membro de um corpo diplomático com sede no Recife e que teria entregue aos farsantes jóias e dinheiro avaliados em mais de R$400 mil.

O delegado explicou como aconteceu o golpe: “Através de um panfleto, essa senhora chegou ao casal no dia seis de agosto deste ano. Utilizando a cartomancia e usando inteligência, essa pessoas cercaram a vítima, que relatou seus problemas. Eles ganharam a confiança ao receber o cliente no ambiente familiar, onde estavam os filhos do casal, utilizando quartos com imagens de santos”, contou Timóteo, numa tentativa de alertar pessoas propensas a esse tipo de golpe.

“A vítima narrou o problema e, em seguida, após as sessões, os estelionatários disseram que bastava acender 21 velas, cada uma custando R$ 21 mil, para que o problema fosse solucionado. A vítima disse que não podia arcar com o valor e foi orientada a oferecer o mais próximo possível da quantia. As jóias e o dinheiro foram colocados entre as imagens de santo, em um ritual de orações que durou mais de três horas”, acrescenta o delegado.

A fraude só foi descoberta no dia seguinte, quando, de volta ao apartamento localizado no bairro de Boa Viagem, a mulher percebeu que o casal tinha abandonado o local “Eles haviam se evadido e deixado o som e a TV ligados. Ela acionou a PM e registrou a ocorrência”, lembra Darley. Nenhum bem da vítima foi recuperado. O casal vai cumprir pena em Pernambuco e, se condenado, pode pegar, cada um, quatro anos de prisão. As crianças, de três e oito anos, ficaram com parentes em São Paulo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 276 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal