Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

30/09/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Em Santa Inês, fiscalização tenta reduzir fraudes previdenciárias

Funcionário da agência de Santa Inês foi demitido, após investigação da PF. Suspeitos de fraudes estão impedidos de entrar nas agências do INSS.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está intensificando a fiscalização em agências de todo o Estado. A ação é motivada pelos constantes registros de fraudes (veja a íntegra da matéria no vídeo ao lado).

A gerente-executiva do INSS no sul do Maranhão, Denízia Faria Ramos, disse que as atenções estão voltadas para os municípios com os maiores índices de ocorrências e explicou como acontecem as fraudes. “As pessoas falecem e os familiares enterram sem registrar o óbito. Quando não registram o óbito e têm o cartão e senha da conta da pessoa que faleceu, continuam recebendo o benefício” explicou Denízia.

No mês passado, a Polícia Federal realizou uma operação em Santa Inês e Santa Luzia, onde foram cumpridos vários mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Criminal da Seção Judiciária Federal do Maranhão. A intenção da Justiça é reprimir a prática dos crimes previdenciários.

Após as investigações da PF, um funcionário da agência de Santa Inês foi demitido. As pessoas investigadas também estão impedidas de se aproximar da sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Luzia e dos cartórios de registro de Santa Luzia e Coroatá. Uma ordem judicial impede que as pessoas, suspeitas de terem envolvimento nas fraudes, entrem na agência e mantenham contato com os servidores.

A agência de Santa Inês recebe pessoas de várias regiões do Estado. Com isso, a superlotação é inevitável. Ainda há a falta de médicos-peritos, o que causa atraso na liberação dos benefícios. De acordo com a gerente-executiva Denízia, providências já estão sendo tomadas para solucionar o problema. “A demora no atendimento é principalmente no auxílio doença, pela falta de médicos. Mas agora estamos contratando mais cinco profissionais, somente para a agência de Santa Inês”, disse.

Denúncias de fraudes e outras irregularidades no INSS podem ser feitas pelo telefone 135 ou pela internet no site da instituição.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 103 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal