Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

01/10/2013 - Cenário MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia encontra fraude em bombas de combustível em postos de Cuiabá


Três postos com suspeitas de fraudes no abastecimento de combustíveis passam por fiscalização na manhã desta terça-feira (01.10). O trabalho é realizado pela Delegacia Especializada do Consumidor (Decom), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (IPEM-MT) e o Ministério Público Estadual (MPE)

A delegada da Decon, Ana Cristina Feldner, informou que os postos são alvos de denúncias de consumidores encaminhadas à ANP, que estariam sendo lesados no abastecimento de combustíveis.

Segundo a delegada, a denúncia se refere a irregularidades nas bombas de abastecimento, uma vez que a quantidade de combustível fornecida era inferior ao indicado no visor da bomba.

A delegada explicou que a fraude ocorre por meio da instalação de um chip no sistema de abastecimento que altera a quantidade de combustível, sem a percepção do consumidor, que a acaba pagando mais por menos. “Nossa fiscalização é chegar à veracidade dessas denúncias. Se encontramos a fraude vamos lacrar a bomba”, disse.

Ainda de acordo com a delegada, mesmo não encontrando a fraude de imediato o equipamento será aberto para confirmar se não há nenhum chip instalado, já que pode ser desativado por controle remoto. “É um pente-fino em cima desses postos”, afirmou.

Em um dos postos, na Avenida General Melo esquina com a Carmindo de Campos, em Cuiabá, os policiais, fiscais da ANP e técnicos do IPEM encontraram fraude em uma das bombas. A bomba foi interditada.

Em caso de irregularidade o posto será autuado administrativamente e a Delegacia irá instaurar inquérito para apurar as responsabilidades. Os proprietários poderão ser indiciados por crime contra a economia popular, além de outros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 106 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal