Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/10/2013 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Etanol tinha mais água que o permitido

Técnicos e policiais do Decon estiveram em sete postos e encontraram irregularidade em dois estabelecimentos, onde bombas foram lacradas.

Policiais e técnicos da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) encontraram etanol adulterado em um posto de combustível da Capital. Uma amostra foi verificada e constatou-se que a quantidade de água inserida no produto está acima do permitido na legislação.

A delegada Ana Cristina Feldner informou que a fraude foi identificada no Posto Vitória, que fica em frente ao Terminal Rodoviário de Cuiabá, no bairro Alvorada.

Após analise, constatou-se que o combustível tinha 91,3% de álcool, enquanto o mínimo aceitável pela legislação é 92,6%.

A delegada explicou que um caminhão da Ipiranga, distribuidora de combustível, havia acabado de encher a bomba e por isso, será necessário avaliar primeiro o combustível do caminhão, para descobrir se o etanol já chegou adulterado no posto ou a fraude ocorreu na bomba. “A bomba foi interditada e estamos aguardando o caminhão para podermos responsabilizar alguém”, destacou Feldner.

O caminhão voltou ao posto no começo desta tarde de ontem, mas já estava descarregado. “De acordo com normas da ANP, o posto tem que fazer o teste do combustível. Quando isso não acontece, o posto passa a ser o responsável. Isso administrativamente. Vamos ainda conferir os locais em que o combustível foi descarregado e se houver fraude nos demais, vamos também responsabilizar a empresa”, afirmou a delegada.

OPERAÇÃO - Uma equipe formada por servidores da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), da ANP, do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (IPEM-MT) e do Ministério Público Estadual (MPE) estão vistoriando os estabelecimentos desde anteontem.

No primeiro dia de fiscalização, o grupo visitou seis postos, sendo que em um deles, três bombas foram lacradas. O estabelecimento fica entre as avenidas General Melo e Carmindo de Campos. O posto foi multado em R$ 33 mil e o dono será responsabilizado por crime contra a ordem econômica.

No local, os técnicos perceberam que a quantidade de combustível marcada no visor da bomba não era compatível com o que era posto no tanque dos carros. Conforme os fiscais, havia um chip no equipamento e quando ele era acionado, executava a fraude. O consumidor acabava pagando mais e levando menos.

Depois de confirmada a fraude, o posto foi multado e as bombas lacradas.

A operação começou após a ANP receber várias denúncias de consumidores de Cuiabá. Eles reclamavam da diferença entre os litros pagos e os abastecidos. Ainda havia queixa de adulteração de combustíveis.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal