Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/10/2013 - Pantanal News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Aprovado projeto de Moka que destina dinheiro da corrupção para saúde e educação


Os senadores da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovaram, nesta quarta-feira (2), proposta (PLS 303/13) do senador Waldemir Moka (PMDB) para destinar às áreas de educação e saúde, recursos públicos recuperados por meio de ações judiciais.

O projeto estabelece que todo dinheiro recuperado por meio de ações judiciais sejam direcionados, em igual proporção, para o Fundo Nacional de Saúde (FNS) e, na forma de dotação orçamentária, ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

No texto aprovado, o senador Moka, que também é presidente da Comissão, ressalta a insuficiência crônica de recursos nas duas áreas. “Os valores desviados dos cofres públicos chegarão onde é necessário e compensarão a falta de recursos e o déficit em relação ao que a União é obrigada a aplicar por determinação constitucional”, defendeu.

O relator na CAS, senador Cyro Miranda (PSDB-GO) apresentou parecer favorável e justifica “que a medida pode compensar a sociedade pelo mal causado pelo desvio de recursos do Estado, além de fortalecer os serviços públicos mais básicos para o cidadão”.

Agora o projeto segue para a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde será votado em decisão terminativa antes de seguir para a Câmara dos Deputados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 99 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal