Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

27/09/2013 - Âmbito Jurídico Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Negado habeas corpus a acusado de fraudes bancárias


O Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 negou, hoje (26/09), habeas corpus em favor de Tiago Wesley Leitão Gonçalves, acusado de participação em bando/quadrilha associado para a prática do crimes de saques, transferências e pagamentos fraudulentos de valores de contas bancárias de correntistas da Caixa Econômica Federal – CEF e outras instituições bancárias, com a utilização de cartões magnéticos clonados.

A defesa pediu a revogação da prisão do acusado, nos moldes do que fora concedido pela Terceira Turma do TRF5 a I.F.A., no HC 5141 (CE), outro acusado dos crimes investigados. O relator, entretanto, não vislumbrou similitude entre as situações dos dois pacientes (acusados). Tiago Gonçalves já foi preso, anteriormente, pelo mesmo crime do qual é investigado, utiliza-se de laranjas para titularizar os bens adquiridos e “repassa trilhas” (vende informações valiosas) a outros bandos, mediante pagamento.

Segundo o relator, desembargador federal Marcelo Navarro, há de se reconhecer a idoneidade (acerto) dos fundamentos do decreto que denegou a manutenção da liberdade do acusado, não havendo que se falar em conspurcação (maculação) de qualquer mandamento constitucional voltado à garantia da presunção de inocência, visto que a prisão visa garantir a fiel aplicação da lei penal, levando-se em consideração, ainda, a sua condição de foragido (acusado).

ENTENDA O CASO - A Superintendência Regional da Polícia Federal do Estado do Ceará cumpriu, no dia 08/05/2013, 14 mandados de prisão na operação policial denominada “Príncipe Imperial”, uma alusão à cidade de Crateús, cidade natal de Tiago Gonçalves. Os mandados foram cumpridos nos municípios de Fortaleza e Crateús. Participaram da operação 100 policiais federais.

Segundo o site da Polícia Federal, haviam 18 mandados de prisão a serem cumpridos e a quadrilha atuava nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal e Ceará. O Superintendente Regional da Polícia Federal, Renato Casarino, disse que a ação da quadrilha, somente na CEF, pode ter gerado um rombo de até R$ 2 milhões.

HC 5205 (CE)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 213 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal