Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

18/09/2013 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vigilante cai no golpe "boa noite, Cinderela"

Por: Patrícia Maciel

Golpista seria uma garota de programa, que levou o carro da vítima para uma boca de fumo.

Após levar de uma prostituta um golpe conhecido como “boa noite, Cinderela”, um vigilante de 48 anos teve o carro roubado, na noite de terça-feira, em Cariacica. A vítima contou m que conheceu a mulher, que ele descreve como sendo bonita e loira, no bairro Campo Grande. A golpista, que estava acompanhada de uma amiga, convidou-o para tomar um vinho.

Os três foram para um bar no mesmo bairro, onde a vítima diz ter ingerido apenas uma taça da bebida. A amiga da garota de programa foi embora. Depois disso, o vigilante diz que só se lembra de acordar na calçada do bar, já na manhã de ontem.

“Não sei nem quem me expulsou lá de dentro. Tenho certeza de que ela colocou alguma coisa na minha bebida, pois tomei só uma taça de vinho”, disse. Quando recobrou a consciência, o homem percebeu que o carro não estava mais estacionado na frente do comércio.

O dono do bar contou à vítima que as duas mulheres tinham o hábito de circular próximo ao viaduto da Ceasa, em Vila Capixaba, e a vítima foi até lá, certo de que havia sido vítima de um golpe. No local, o homem encontrou apenas a amiga da prostituta. Ela disse à vítima que a mulher havia levado o veículo para um morro na região de Mucuri.

Nas bocas de fumo

A vítima começou, então, uma verdadeira peregrinação pelas bocas de fumo. Na tarde de ontem, ele finalmente encontrou o veículo, nas mãos de um traficante. Para devolver o carro, o traficante exigiu R$ 500, que seria o valor correspondente à dívida da prostituta no ponto de venda de drogas. Mas o vigilante negociou com o criminoso e conseguiu sair do local sem pagar nada e levando o carro.

Entrevista

“Ela era linda, e eu fiquei até empolgado”
Vigilante, 48 anos, vítima de golpe

Após recuperar o carro em uma boca de fumo, o vigilante conversou com a reportagem e disse estar certo de que foi vítima de um golpe.

Como você a conheceu?
Eu estava em Campo Grande. Ela é uma mulher muito bonita. Linda e loira. Até me empolguei. Ela entrou no carro e falou: ‘Vamos tomar um vinho?’. Então, fomos para o bar, junto da amiga dela.

Como você percebeu que havia sido vítima de um golpe?
Quando acordei na porta do bar. E o carro não estava mais lá. Tenho certeza de que ela colocou alguma coisa na minha bebida.

Como tem certeza de que não foi o efeito do álcool?
Porque só tomei uma taça de vinho e sou acostumado a beber.

Como recuperou o carro?
Fui em uma boca de fumo. O traficante pediu R$ 500, que era a dívida dela, mas eu disse que não pagaria.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 111 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal