Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

20/09/2013 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Jovem é preso acusado de vender ingressos falsos pelo Facebook

Por: Adilson Rosa

À Polícia, ele disse não saber da irregularidade.

Policiais militares prenderam Jackson Fernandes de Oliveira, de 20 anos, acusado de vender ingressos falsos para a festa “To Valendo Nada”, que acontece no dia 19 de outubro, na casa noturna Ditado Popular, na Praça Popular, em Cuiabá.

A venda de ingressos está sendo realizada pela Internet, pelo site Cabeça de Pacu, que alertou a Polícia sobre a suspeita de falsificação.

Os policiais explicaram que Jackson estava oferecendo o ingresso mais barato ainda, na sua página do Facebook, e já teria vendido vários ingressos.

A prisão ocorreu na tarde desta quinta-feira (19), após um policial civil, a pedido do promotor do evento, fazer a compra de quatro ingressos. No momento da venda, foi constatado que eram falsos e o jovem acabou preso.

O golpe foi descoberto pelo proprietário da casa noturna que suspeitou das vendas, uma vez que somente o site de descontos é que possui autorização para a comercialização dos cupons. Ao ver que estava sendo vendido a R$ 150, abaixo do valor original de R$ 180, achou estranho.

“Liguei para um policial que eu conheço e ele fez a compra e acabou prendendo o golpista”, relatou o proprietário da casa noturna. Ele acrescentou que se trata de ingressos com numeração repetida três vezes. Como vendeu oito ingressos para o suspeito, é possível que mais pessoas tenham comprado o cupom falso.

No Plantão Metropolitano da Capital, Jackson alegou que não sabia da irregularidade nos ingressos. Ele contou que estava fazendo um favor para um amigo conhecido como “Joel”. Este pediu para que fosse levar os ingressos e recebesse. “Coloquei o anúncio na minha página do facebook a pedido do meu amigo. Nem passou pela minha cabeça que se tratava de ingressos falsos”, garantiu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 75 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal