Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/09/2013 - SEGS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Inteligência financeira é arma contra lavagem de dinheiro no setor

Por: Pedro Duarte


A CNseg realizou o VII Seminário de Controles Internos, Auditoria e Gestão de Riscos que, neste ano, teve o tema “Como Gerenciar o Risco Operacional”. O evento foi promovido em conjunto com a Escola Nacional de Seguros e aconteceu ontem (19/09), no Hotel Tivoli Mofarrej, em São Paulo.

Um dos destaques da programação foi a palestra “Atuação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras do Ministério da Fazenda (COAF-MF) na Prevenção à Lavagem de Dinheiro e a Contribuição do Setor de Seguros”, que ficou sob a responsabilidade do presidente do COAF-MF, Antonio Gustavo Rodrigues.

Ele apresentou o histórico de criação do COAF-MF, a partir da Lei 9.613/98, e como são feitas a triagem e análise de processos com base em inteligência financeira, visando a detecção de operações com indícios de irregularidades.

No período de 01/10/2012 a 30/06/2013, o mercado regulado pela Susep totalizou 137.829 comunicações, que incluem desde pedidos de intercâmbio de informações a denúncias e até mesmo aportes de PGBL em valor único igual ou superior a R$ 1 milhão, entre outras situações suspeitas.

Nesse sentido, Antonio Augusto apontou que, apesar de recentes, os sistemas de identificação de lavagem de dinheiro têm comprovada eficácia. Entretanto, para continuar se antecipando à ação dos criminosos, o arcabouço regulatório precisa de evolução.[2]

“O normativo requer aprimoramentos quanto à revisão das disposições que tratam da comunicação de operações automáticas e de operações suspeitas, que devem ser efetuadas quando são identificados sérios indícios dos crimes previstos na Lei 9.613/98”, declara Antonio Augusto, sugerindo ainda que é necessário melhorar a qualidade das informações enviadas ao COAF-MF para aperfeiçoamento do trabalho de inteligência financeira.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 103 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal