Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/09/2013 - odiario.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Existência de "sócio oculto" na Iguaçu do Brasil pode mudar investigação de fraude em Londrina

Por: Juliana Leite


A investigação de fraude na construção e entrega de condomínios residenciais da construtora Iguaçu do Brasil, empresa com atuação em Londrina e Maringá (100 km de Londrina), pode ganhar novo rumo nos próximos dias. Uma declaração reconhecida em cartório pelo então dono da construtora, o ex-prefeito de Mandaguari (68 km de Londrina), Carlos Alberto Campos, aponta para a existência de um "sócio oculto".

Seis meses após as primeiras denúncias chegarem ao Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), a novidade se tornou pública e agora o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Londrina (Sintracom) pede à Justiça providências sobre o caso.

O advogado que está a frente de 56 processos de trabalhadores, Jorge Custódio, explicou nesta segunda-feira (23) que há cerca de 20 dias o Sintracom recebeu um envelope relatando a existência de um novo integrante no comando da Iguaçu do Brasil. O histórico apontava para a participação na empresa de dois filhos deste empresário - um com vinculação direta nas atividades da construtora e o outro ligado às transações financeiras.

Com base nestes dados, foi protocolado na 7ª Vara do Trabalho de Londrina um documento que pede a quebra do sigilo fiscal do sócio - que não teve o nome divulgado. Com as informações bancárias, será possível bloquear bens em garantia do pagamento de dívidas trabalhistas. O Sintracom já participou de várias audiências para a solução dos problemas de trabalhadores, mas ainda não houve acordo. Nesta manhã de segunda, inclusive, em um dos processos não houve o comparecimento de representantes da empresa para julgamento na Justiça.

Informações da declaração reconhecida por cartório de Maringá apontam que o "sócio oculto" teria 55% de propriedade patrimonial da construtora. O promotor de Defesa do Direito do Consumidor em Londrina, Miguel Sogaiar, preferiu não dar detalhes sobre as novidades no caso, alegando que esses fatos podem atrapalhar o rumo das investigações. No entanto, ele ponderou que as informações de existência de um outro dono da empresa nunca chegou até o Ministério Público (MP).

"O ex-prefeito nunca teria relatado, nem ao Gaeco e nem ao MP, dessa novidade. Ele já apresentou contestação na ação civil pública que corre sobre o caso e não mencionou esse sócio em momento algum", disse. Carlos Alberto será intimado a depor novamente no MP para prestar esclarecimentos. A data ainda não foi agendada. Contra ele pesa a acusação de ter comandado um esquema de fraude na venda e compra de imóveis, alguns que sequer foram entregues. O calote pode chegar a R$ 100 milhões.

O ex-prefeito teria usado como laranjas os empregados de sua casa, um caseiro e um cozinheira em troca da promessa de um curso de informática. Para apurar o caso, foram instaurados no Gaeco 14 inquéritos policiais. Uma sindicância na Prefeitura de Londrina também investiga se houve participação de servidores nas ilegalidades.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 240 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal