Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/09/2013 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude fiscal de cinco milhões

Por: Nuno de Sousa Moreira

A JP Sá Couto está entre os 32 arguidos acusados de fraude e associação criminosa.

A JP Sá Couto, criadora do computador Magalhães, e outros 32 arguidos começaram a ser julgados ontem, em Lisboa, por associação criminosa e fraude fiscal superior a cinco milhões de euros.

A defesa da empresa e do seu vice-presidente, João Paulo Sá Couto, reclamou a inocência dos seus clientes. "As compras e as vendas feitas pela JP Sá Couto são absolutamente normais. O que está aqui em causa são presunções dos funcionários do Fisco, os mesmos que sempre passaram declarações de que a empresa não tem dívidas fiscais", disse a advogada Paula Lourenço.

Em causa está um suposto esquema fraudulento, conhecido por "fraude carrossel", envolvendo 20 empresas informáticas, que tinha como objetivo evitar o pagamento do IVA. O Estado reclama da JP Sá Couto 72 mil euros relativos a alegada fuga ao Fisco entre 2001 e 2002. No total , as empresas são acusadas de desviar cinco milhões.

A acusação entende que a empresa foi contactada por um dos arguidos "para que assumisse a posição de elo final no esquema". Em contrapartida, a JP Sá Couto receberia um lucro de 4% sobre o total de mercadorias faturadas. Segundo o Ministério Público, João Paulo Sá Couto conhecia os objetivos da rede.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 131 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal