Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/09/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeita de estelionato se passava por advogada para aplicar golpes

Mulher teria aplicado diversos golpes em Igarapé-Açu e Maracanã, no Pará. Vítimas davam dinheiro à suspeita, que prometia benefícios jurídicos.

Uma mulher suspeita de praticar crimes de estelionato contra moradores dos municípios de Igarapé-Açu e Maracanã foi detida em Igarapé-Açu, nordeste do Pará. A mulher estava com mandado de prisão decretado pela Justiça, suspeita de crime de estelionato na região e responsável por aplicar golpes nos quais se passava por advogada e contadora. As informações forma divulgadas nesta terça-feira (17).

A prisão ocorreu na segunda (16), durante operação da Polícia Civil e da Superintendência Regional da Zona do Salgado, após investigações realizadas pelo Ministério Público Estadual (MPE). Segundo o delegado Luís Xavier, contra a suspeita pesam denúncias feitas por vítimas, que procuraram tanto a delegacia quanto o Ministério Público. Os relatos das vítimas revelam que a mesma se apresentava como advogada e contadora. Oferecia “serviços” de consultoria jurídica e contábil, como abertura e regularização de empresas, com a finalidade de ser recebido um suposto fundo do governo federal.

Segundo a polícia, a suspeita ludibriava as vítimas alegando que as pessoas teriam direito a valores que variavam de R$ 100 mil a R$ 280 mil, além do pagamento do seguro DPVAT (acidentes de trânsito); Auxílio-Maternidade e Regularização de Terras. Ela teria alegado que para conseguir os benefícios, era necessário que vítimas pagassem diversas taxas antecipadamente para a suposta advogada e contadora providenciar a documentação. De posse dos pagamentos, a suspeita ganhava tempo com as vítimas alegando que em breve elas iriam receber os valores prometidos.

Na operação, os policiais também cumpriram mandados de busca e apreensão na casa da indiciada. Com a estelionatária foi apreendida farta documentação relacionada aos crimes perpetrados. O material estava tanto na residência quanto no escritório localizado no centro da cidade.

As investigações apontaram que houve ainda outras vítimas moradoras da zona rural dos municípios de Igarapé-Açu e Maracanã. Após a prisão da estelionatária outras vítimas estiveram na Delegacia de Igarapé-Açu e registraram denúncia pelos crimes que foram vítimas.

Cumpridas as formalidades legais a presa foi transferida para o presídio Centro de Recuperação Feminino, em Ananindeua, onde ficará à disposição da justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal