Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/11/2007 - Bonde News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

FPF escondia R$ 100 mil em fundo falso de cofre


O Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) apreendeu quase R$ 100 mil na sede da Federação Paranaense de Futebol (FPF). A apreensão ocorreu, sexta-feira (23), durante desdobramento da Operação Cartão Vermelho, ação que prendeu nove pessoas suspeitas de desvios de verbas, estelionato, fraudes e apropriação indébita.

Segundo o delegado-chefe do Nurce, Sérgio Inácio Sirino, o dinheiro não está contabilizado em nenhum registro contábil da FPF. "É mais um fato que reforça e embasa toda nossa investigação. É uma prova do caixa dois que era realizado na FPF", afirmou.

De acordo com Sirino, havia R$ 92 mil dentro do fundo falso de um cofre na FPF. "Depois do fim do inquérito, continuamos as investigações e descobrimos o dinheiro na FPF", afirmou o delegado. Durante os novos depoimentos dos acusados, a polícia descobriu que o dinheiro apreendido não havia sido contabilizado pela FPF. "Os depoimentos também mostraram que o dinheiro ainda não tinha destino", explicou.

Operação - Nove pessoas foram presas, no último dia 6, suspeitas de usar a Federação Paranaense de Futebol (FPF) para cometer desvios de dinheiro, fraudes, estelionato e apropriação indébita. As prisões foram realizadas pelo Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), durante a Operação Cartão Vermelho. Entre os presos está um conhecido "cartola" do futebol brasileiro, o ex-presidente da FPF, Onaireves Rolim de Moura, 60 anos, apontado pela polícia como líder do grupo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 360 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal