Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

17/09/2013 - G1 / Bom Dia Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PR: bandidos se disfarçam de padres para roubar casa dos fiéis

Por: Wilson Kirsche

Em uma semana, foram registrados quatro casos no estado. Ladrões levaram joias e dinheiro das vítimas.

No Paraná, apareceu um novo golpe contra a boa fé das pessoas: falsos padres entram nas casas das vítimas com a desculpa de abençoar as famílias e fogem com joias e dinheiro.

Os fiéis estão indignados. "Um absurdo, né, usar a religião das pessoas”, diz uma mulher.

Foram quatro casos parecidos em uma semana. Em Arapongas, perto de Londrina, um falso religioso visitou duas casas, pediu para abençoar joias e dinheiro e sumiu com tudo.

“Ele tirou minhas correntes e levou como se ele fosse uma pessoa da igreja”, contou uma vítima.

O último roubo foi em Bom Sucesso, cidade de quase sete mil moradores, também no Norte do estado. O sujeito de mais ou menos 40 anos, pele clara e fala mansa, chegou na hora do almoço. Bíblia na mão, se apresentou como padre e disse que iria benzer a casa do seu José e da dona Zilda.

Primeiro, ele pediu correntes de ouro para por em uma medalha que seria dada de presente. "Tinha que ficar seis dias com aquilo lá que a pessoa ficava abençoada", explicou seu José. Depois pediu ao casal que ficasse rezando na sala porque iria benzer os cômodos. E enquanto, eles rezavam, o homem revirava as gavetas procurando objetos de valor. Quando seu José e dona Zilda desconfiaram, já era tarde. O falso padre fugiu levando joias e R$ 2 mil reais.

"Acho horrível, é o fim de tudo”, lamenta dona Zilda.

A polícia não sabe se existe relação entre os crimes e, por enquanto, não tem nem sinal dos vigaristas.

Na casa do seu José, o prejuízo impôs mais um mandamento: desconfiai de todo estranho bem intencionado."Pode ser padre de verdade que não vai entrar mais não!", diz seu José.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 132 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal