Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

13/09/2013 - Achei USA Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasileira é presa por usar nomes falsos

Luciana Menezes usou os nomes em um hospital em Boca.

Um dia depois de receber tratamento no Hospital Regional de Boca Raton, a brasileira, Luciana Menezes, voltou ao local afirmando que precisava de cuidados. Até aí tudo bem, o problema é que ela se apresentou com outro nome. O caso chamou a atenção dos enfermeiros e médicos e, na segunda visita ao hospital, ela foi presa pela polícia.

Menezes, de 37 anos, moradora em Pembrone Pines, foi presa domingo (8) sob a acusação de fraude contra um órgão de saúde. De acordo com o boletim de ocorrência, Luciana compareceu ao hospital no sábado e usou o nome de Anna Cerqueira. Ela reclamava de náuseas e dores de cabeça, os médicos prescreveram um remédio contra dor chamado Dilaudid.

No domingo, Luciana voltou ao mesmo hospital, dessa vez fazendo seu registro em nome de Liliana Silva. A enfermeira que a recebeu no domingo a reconheceu, mas Luciana negou que havia estado no hospital. A equipe médica então chamou a polícia.

Menezes não teve outra alternativa senão dar seu verdadeiro nome aos policiais. Ela contou que estava na cidade para trabalhar na festa brasileira realizada na sexta-feira (6) – Brazilian Beat. Como ficou doente, procurou ajuda no hospital de Boca Raton.

A história ficou ainda mais confusa quando ela acrescentou que também havia passado por uma cirurgia para combater uma forma de câncer e ainda estava sendo tratada por causa de problema no sangue. Quando pressionada para dizer o porquê dos nomes falsos usados no hospital, ela afirmou que tinha receio em não ser aceita se tivesse usado seu próprio nome.

Luciana foi liberada no mesmo dia. O boletim de ocorrência da polícia não explica se ela pagou fiança e o motivo pelo qual ela acreditava na hipótese de não ser atendida se usasse seu nome verdadeiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 167 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal