Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

14/09/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Inquérito aponta fraudes e ameaças em laboratório fechado em Sorocaba

Atlab está interditado desde a semana passada após denúncias anônimas. Empresa é acusada de forjar resultados de exames.

A Polícia Civil de Sorocaba (SP) obteve depoimentos de funcionários do laboratório Atlab, interditado na semana passada, que revelam a existência de fraudes em exames realizados pela empresa e também ameaças feitas pelos proprietários aos empregados.

Nesta semana, três ex-funcionárias foram ouvidas no inquérito policial. Em depoimento obtido pela reportagem da TV TEM, uma delas conta que foi ameaçada pelo proprietário do laboratório depois de ter fotografado um resultado de exame falsificado para diagnóstico de toxoplasmose. Ele teria tomado o celular e, antes de demitir a profissional, disse que abriu um boletim de ocorrência por “invasão de sistema”.

Outra funcionária diz que o laboratório havia contraído dívidas com fornecedores, que telefonavam fazendo cobranças e ameaçavam interromper a entrada de reagentes e outros produtos. Em outro trecho do depoimento, há o relato de que um funcionário do setor de informática teria recebido proposta de suborno para se calar depois de descobrir que os resultados eram inventados.

Em outro depoimento, mais uma ex-funcionária alega que faltavam equipamentos para a realização de vários tipos de exames, mas mesmo assim o laboratório emitia laudos como se tivesse feito os procedimentos.

A Vigilância Sanitária interditou o laboratório após denúncias de procedimentos ilegais e falhas no descarte de material. A polícia não quis informar os próximos passos da investigação. Na próxima semana outras testemunhas devem ser ouvidas. Os donos do laboratório negam todas as acusações e admitem apenas problemas no manuseio de materiais, que estariam sendo resolvidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 128 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal