Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

08/08/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga suposta fraude contra o INSS em Tatuí

Investigação começou após pedreiro descobrir que é considerado morto. Trabalhador descobriu confusão após passar por uma cirurgia há 3 meses.

A Polícia Civil de Tatuí (SP) instaurou inquérito para apurar uma possível fraude contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O caso é investigado após o pedreiro Cláudio Rodrigues, morador da cidade, descobrir que é considerado morto pelo Instituto.

Há três meses, após passar por uma cirurgia e precisar de afastamento do trabalho, ele descobriu que era considerado morto pelo INSS há pelo menos 13 anos. Após constatar o problema, a rotina do pedreiro tem sido ir da delegacia da Polícia Civil ao Posto do INSS da cidade. Rodrigues fez um teste datiloscópico, que identifica as digitais da pessoa. O exame faz parte do processo para que ele prove que é Cláudio Rodrigues e que está vivo.

A confusão começou em 2000. No município de Barra do Turvo (SP) um homem já falecido, tinha o mesmo nome, idade, mesmo nome de pai e mãe e também município de nascimento. Há uma suposta viúva em Araucária (PR) que recebe a pensão. Com a duplicidade de informações, o INSS diz que não pode pagar nada ao morador de Tatuí até que tudo fique provado. O cartório de Barra do Turvo já forneceu ao INSS uma certidão de óbito que confirma as informações.

Enquanto isso, o pedreiro tenta entender a demora do processo. Sem ter como se manter durante a recuperação da cirurgia ele sofreu e está preocupado com as dívidas. O trabalhador afirma que já está apto a voltar ao trabalho, mas diz que a empresa também estaria com receio do problema. A alternativa foi adiantar as férias. Ele aguarda o fim das férias para voltar a trabalhar já que ainda não conseguiu receber o auxilio doença, mesmo com carteira assinada.

Investigação

De acordo com o delegado de Tatuí, Alexandre Andreucci, foi solicitado ao INSS os documentos com informações sobre quem recebe a pensão do pedreiro. Segundo o delegado, já foi constatado que todas as certidões apresentadas. Cláudio Rodrigues teve a identidade falsificada. Há também uma certidão de óbito, certidão de nascimento de dois filhos que ele nunca teve e da mulher que recebe a pensão em Araucária. Ela seria Ana Lúcia Vieira. "Todos os documentos são falsos, inclusive pela fotografia dos documentos. A pessoa verdadeira que mora em Tatuí foi encaminhada para São Paulo e vai confirmar que ele tem documento no estado de São Paulo", diz Andreucci.

O delegado ainda deve encaminhar o inquérito para a Polícia Federal. Ele acredita que o sistema da Previdência Social é falho, já que a viúva falsa recebe pensão há 13 anos e consegue se recadastrar no INSS com documentos falsos todo ano. "Deve ser uma falha dentro do próprio sistema que não está conseguindo apurar documentos falsos que estão sendo utilizados. É uma aposentadoria fraudulenta e isso vai ser encaminhado ao INSS de Tatuí que encaminhará ao INSS do Paraná. Constatado a falsidade documental, será encaminhado à Polícia Federal porque o crime é de competência da Polícia Federal", explica.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 68 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal