Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

08/08/2013 - Jornal de Negócios Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Gabinete anti-corrupção britânico admite ter perdido dezenas de milhares de documentos ligados à BAE Systems

Por: Inês Balreira

O gabinete afirma ter já conseguido recuperar 98% dos dados perdidos e que os documentos não continham informação relacionada com a segurança nacional do Reino Unido.

O Serious Fraud Office (SFO), gabinete anti-corrupção do Reino Unido, admite ter perdido dezenas de milhares de documentos relativos a uma investigação já encerrada à BAE Systems, empresa britânica que produz maioritariamente material aeroespacial e que tem como principais clientes vários Ministérios da Defesa de vários países.

De acordo com o gabinete, terão sido enviados acidentalmente 32 mil páginas, 81 gravações áudio e dados electrónicos de 59 fontes diferentes para um destino errado. No entanto, o SFO garante que já conseguiu recuperar 98% do material perdido e que os dados não continham informação confidencial relativa à segurança nacional.

“Os dados em questão foram obtidos pelo SFO no decorrer de uma investigação já terminada à BAE Systems”, afirma uma porta-voz do SFO, citada pelo jornal britânico “The Guardian”.

De acordo com as regras, quando uma investigação é encerrada, o SFO tem a obrigação de devolver todo o material recolhido para a investigação às fontes originais, se tal for solicitado, e terá sido num destes reenvios que os documentos terão sido extraviados.

“O SFO tem o dever de devolver o material àqueles que o forneceram, caso o requeiram, depois de uma investigação estar concluída. Neste caso, a entidade que solicitou o reenvio do material recebeu informação a mais, que foi obtida através de outras fontes”, explica a porta-voz.

De acordo com a porta-voz do SFO, os dados enviados por engano dizem respeito a 3% do total da informação recolhida para a investigação à BAE.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 95 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal