Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/08/2013 - SRZD / Blog do Magno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vereadores apontam indícios de fraude na Prefeitura do Recife

Por: Tauan Saturnino


Os vereadores Wanderson Florêncio (PSDB) e Priscila Krause (DEM) denunciaram, na tarde desta quinta-feira (15), um suposto esquema de favorecimento de empresas envolvidas no projeto "Recife Luz para Pessoas", de responsabilidade do prefeito Geraldo Julio (PSB) e financiado pelo Programa Reluz, do Governo Federal. De acordo com Priscia, a Ecoleds Comercio de Equipamentos Eletrônicos Ltda. foi favorecida na licitação para escolha da empresa responsável por fiscalizar a troca de 45 mil pontos de luz na capital pernambucana.

As denúncias chegaram ao gabinete da democrata por meio de envelopes anônimos, que traziam em seu interior a suposta irregularidade. Foram apresentadas, como provas do favorecimento, pelo denunciante anônimo, dois anúncios publicados nos classificados do Jornal do Commercio, edição do dia 20 de junho, data marcada para o pregão.

Para serem publicados nesse dia, os anúncios teriam que ser encaminhados ao jornal pelo menos um dia antes do pregão. No mesmo dia, o blog Cartapolis publicou a matéria: "Coisas do Recife: Reluz pode apagar Geraldo Julio".

Outra informação repassada pelas denúncias anônimas foi a de que o edital da licitação contava com uma cláusula que excluía praticamente todas as empresas pernambucanas, menos a Ecoleds. O edital exigia profissionais credenciados pela Eletrobrás para a execução de trabalhos de Gestão Energética Municipal.

De acordo com o denunciante, apenas a Ecoleds e a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) teriam profissionais com essa qualificação.

As duas outras empresas que participaram da licitação, Real Energy e Vencer, apesar de terem apresentado preços menores, não foram contratadas pela Prefeitura do Recife. A Vencer foi considerada inabilitada no leilão e a Real Energy venceu a licitação. Entretanto, a Ecoleds entrou com um recurso contra o resultado da licitação e ganhou na justiça. Retomado o leilão, a Ecoleds foi a única empresa remanescente.

O valor do contrato firmado pela Ecoleds com a Prefeitura do Recife foi de R$ 2,9 milhões, cerca de R$ 400 mil a mais que o valor apresentado pela Vencer. Ainda no começo do ano, a Ecoleds foi contratada pela Prefeitura do Recife, através da licitação do tipo carta-convite, para prestar serviços de consultoria à Emlurb.

Priscila Krause afirmou ainda que pretende solicitar ao prefeito Geraldo Julio a anulação da licitação e garantiu que vai protocolar a denúncia ao Ministério Público estadual e federal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 83 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal