Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/08/2013 - CBN Rádio / G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende suspeito de ser um dos maiores falsificadores de Maringá

Homem de 33 anos, acredita a polícia, agia na cidade há mais de dez anos. Polícia apreendeu dezenas de documentos falsos e cerca de 50 fotos.

Um homem de 33 anos foi preso por suspeita de falsificação de documentos em Maringá, na região norte do Paraná, nesta sexta-feira (16). A Polícia Civil encontrou cerca de 20 identidades falsas, aproximadamente 50 fotos do tamanho 3x4 de supostos compradores de documentos, comprovantes de residências de água e telefone, incluindo rolos de papel timbrados com o símbolo da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), carimbos oficiais e computadores que possuíam programas específicos para a falsificação. A polícia acredita que o suspeito é um dos maiores falsificadores de documentos já presos na cidade.

À polícia, o suspeito disse que conseguiu o rolo de papel timbrado da Sanepar depois de enganar um atendente da empresa.

Ainda conforme a Polícia Civil, o suspeito fingiu que era estudante de designer gráfico e disse ao atendente que precisava de uma mostra do papel para estudar a distribuição das informações na página. “Nós suspeitamos que ele atua na cidade há mais de dez anos. Ele já tem passagem por estelionato e receptação”, relata o investigador Ivan Quartaroli.

A Polícia Civil chegou até o suspeito depois de meses de investigações. Desde janeiro de 2013, mais de 700 boletins de ocorrências foram registrados na Delegacia de Estelionato de Maringá por vítimas que caíram em golpes.

De acordo com o investigador da Polícia Civil Ivan Quartaroli, o alto número de vítimas de estelionatários foi o principal motivo para a investigação. “Nós queríamos encontrar a pessoa que estava fornecendo documentos falsificados para podermos reduzir o número de golpes”, explica. “Precisávamos prender a fonte de todo o esquema”, completa.

O delegado Paulo César da Silva, responsável pelo caso, afirma que o suspeito tinha condições de reproduzir qualquer tipo de documento , incluindo certidões de nascimento e carteirinhas de estudante. “Ele forneceu documentos para diversas pessoas. Nós identificamos alguns boletins de ocorrência que agora vamos investigar quem foi o estelionatário a partir do material apreendido”, declara.

O suspeito foi encaminhado para a cadeia pública de Maringá e foi indiciado por falsificação de documento público, de documento particular e falsificação de selo ou sinal público. A Polícia Civil já identificou cinco pessoas que enviaram as fotos para a produção de documentos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 85 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal