Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

17/08/2013 - TN Online / FolhaPress Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cristina Kirchner fez viagem não-oficial a paraíso fiscal, diz TV

Por: Lígia Mesquita

Na ocasião, Carrió declarou que Cristina era a verdadeira dona da fortuna de Báez.

BUENOS AIRES, ARGENTINA, 19 de agosto (Folhapress) - A investigação sobre suposta lavagem de dinheiro de mais de 50 milhões de euros da qual é acusado o empresário argentino Lázaro Báez, ligado ao casal presidencial Cristina e Néstor Kirchner (1950-2010), ganhou novo capítulo ontem.

O programa "Periodismo para Todos" (Jornalismo para Todos), do jornalista Jorge Lanata, no canal 13 (do grupo Clarín), revelou que a empresa Aldyne, vinculada a Báez, possui contas bancárias e sociedades anônimas nas ilhas Seychelles. E, segundo Lanata, Cristina teria feito uma viagem não oficial de três dias em janeiro ao famoso paraíso fiscal, depois de compromissos em países asiáticos.

À época, o "Diário Oficial" do país publicou que Cristina estaria no arquipélago do oceano Índico de 21 a 23 de janeiro, mas sem nenhuma agenda.

Enquanto o programa ao vivo ainda era exibido ontem à noite, a Casa Rosada soltou um comunicado desmentindo a informação: Cristina teria passado apenas 13 horas e meia nas Seychelles, por causa de uma mudança na rota de seu retorno a Buenos Aires. O tempo no local seria para abastecimento da aeronave e descanso da tripulação.

Em abril, o programa de Lanata exibiu reportagem feita com câmera escondida na qual Leonardo Fariña, testa de ferro de Báez, revelava operações de lavagem de dinheiro que seriam feitas pelo empresário com suposto conhecimento e ajuda de Néstor Kirchner. A atração vem desde então apresentando outras denúncias com o título "A rota do dinheiro K".

A deputada Elisa Carrió, líder da Coalizão Cívica, de oposição, pediu que as denúncias fossem agregadas à investigação sobre o patrimônio dos Kirchner, que aumentou 800% de 2003 a 2011. Na ocasião, Carrió declarou que Cristina era a verdadeira dona da fortuna de Báez.

Néstor Kirchner e Lázaro Báez foram sócios em empreendimentos de construção civil em Santa Cruz, feudo político do clã presidencial. Nos últimos anos, empreiteiras do empresário receberam 1 bilhão de dólares do governo federal e da província de Santa Cruz por obras realizadas no sul do país.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 83 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal