Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

22/08/2013 - Bem Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Medo ainda afasta compradores da internet


O medo de fraudes é o principal obstáculo citado por paulistanos que não fazem compras via internet. Entre aqueles que ainda não aderiram ao comércio eletrônico, cerca de um terço (32,9%) cita o receio de fraudes como obstáculo para a prática. Em 2012, esse valor ficava em 61%.
A informação faz parte do estudo 'O Comportamento dos Usuários na Internet', pela FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). O levantamento tem como base entrevistas feitas com mil pessoas do município de São Paulo em maio.
Falta de segurança no site (16,7%) e necessidade de ver o produto pessoalmente (5,7%) também são citados como fatores que impedem o usuário de adquirir algo via internet.

Considerando o total de entrevistados, 55,9% disseram fazer compras online - uma pequena queda em relação aos 62,7% do ano passado. A redução foi maior se consideradas as aquisições via redes sociais: de 25,1% em 2012 para 9,5% em 2013 (o estudo não explica o motivo dessa diminuição).
Em 2013, 17,9% dos entrevistados disseram já ter sido vítima ou ter alguém da família prejudicado por crimes digitais (20,6% dos homens, contra 15,2% das mulheres). Em 2012, o percentual de vítimas ficava em 12,7%.
No levantamento mais recente, a clonagem de cartões de crédito aparece como principal problema (33,52%) - isso pode reforçar o receio de fraudes, mencionado por quem não faz compras online.
Problemas também citados pelas vitimas são o uso de dados pessoais (17,32%), o desvio de dinheiro da conta bancaria via internet (15,64%), a compra online realizada em empresas-fantasma (12,85%), a clonagem de paginas pessoais (7,82%), a compra indevida com o cartão (4,47%) e a não entrega do produto (3%).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 64 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal