Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

12/09/2013 - Dinheiro Vivo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presidente da cervejeira Damm acusado de "presumível colaborador" em fraude fiscal

Acusação contra Carceller foi conhecida horas antes de ser escolhido para liderar a nova administração da Pescanova pelos acionistas.

Demetrio Carceller Arce, o presidente da cervejeira Damm, que foi escolhida esta quinta-feira pela maioria dos acionistas da Pescanova para formar o novo conselho de administração da empresa pesqueira, foi acusado horas antes de participar numa fraude fiscal no valor de 72 milhões de euros. O auto da Audiencia Nacional assinado pelo juiz Pablo Ruz foi tornado público apenas 24 horas antes da assembleia de acionistas que escolheu a cervejeira para liderar a Pescanova.

Segundo o tribunal, terá sido o pai, Demetrio Carceller Coll, ex-presidente do Banco Comercial Transatlântico (origem do Deutsche Bank), a defraudar as Finanças em 72,04 milhões de euros e a cometer o crime de branqueamento de capitais com a ajuda de três colaboradores, entre os quais figura o filho e atual presidente da Damm.

A cervejeira assegurou, em comunicado citado pela imprensa espanhola, que Cerceller (filho) "não foi acusado de qualquer crime contra a Fazenda Pública", esclarecendo que "está imputado como presumível colaborador num delito fiscal de que foi acusado o seu pai, Demetrio Carceller Coll". Figura que, esclarece, "não exerce nem possui qualquer cargo executivo em nenhuma das sociedades" do grupo Damm.

O presidente da Damm, Demetrio Carceller Arce, de 51 anos, representa a terceira geração de uma das grandes fortunas espanholas. Além de ser o maior acionista da Damm, da construtora Sacyr e da petrolífera Disa, nunca gostou de grandes contatos com a comunicação social e não é uma figura conhecida do grande público.

A sua aversão à comunicação social levou a Damm, inclusive, a proibir o acesso de jornalistas às assembleias gerais de acionistas, algo que que tinha tentado impor na assembleia de hoje da Pescanova, mas que outro acionista (Aemec) impediu, cedendo o lugar de 30 acionistas a 30 jornalistas. Carceller é ainda membro do Conselho de Administração daGas Natural Fenosa, da Ebro Foods e da Corporación Logística de Hidrocarburos (CLH).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal