Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

12/09/2013 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPF do Amazonas denuncia 17 pessoas por fraudes em operações de empréstimo

Quadrilha é acusada de forjar documentação para obter financiamentos na Caixa Econômica.

Manaus - O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) denunciou 17 pessoas à Justiça Federal pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato, falsificação de documentos públicos e particulares, falsidade ideológica e uso de documentos falsos. O grupo é acusado de falsificar documentos para obter empréstimos bancários e financiamentos, concedidos pela Caixa Econômica Federal a empresas ‘fantasmas’ criadas pelos denunciados. Nove acusados estão presos preventivamente.

Segundo o MPF/AM, os denunciados associaram-se para a prática dos crimes em uma clara divisão de tarefas. Investigações da Polícia Federal (PF) apuraram que o líder do grupo criava empresas usando documentos falsos, como RG, CPF, declarações de faturamento empresarial e de imposto de renda e inseria dados falsos em contratos sociais de empresas inativas para torná-las aptas a conseguir os empréstimos na Caixa.

O chefe da organização contava com a ajuda de três outros denunciados para falsificar os documentos. Os demais atuavam como sócios de empresas de fachada e, com os documentos falsos, obtinham empréstimos que variavam de R$ 60 mil a R$ 300 mil.

Em maio deste ano, dois denunciados, entre eles o líder do grupo criminoso, foram presos em flagrante quando tentavam obter, com documentos falsos, empréstimo junto à Caixa Econômica, em uma agência de um shopping da zona centro-sul. Com eles, a PF apreendeu diversos documentos públicos e particulares falsificados, que eram utilizados para a obtenção dos empréstimos fraudulentos, além de um veículo, um computador e a quantia de R$ 20.819,00 em espécie.

A investigação mostrou que a prática não foi um caso isolado e evidenciou a existência de uma organização criminosa, voltada para a falsificação de todo tipo de documento, que visava induzir instituições bancárias a erro e obter vantagem financeira ilícita. A ação penal tramita na 2ª Vara Federal do Amazonas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 212 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal