Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/09/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF deflagra operação para reprimir fraude no mercado de ações do RS

Três agentes autônomos causaram prejuízo de R$ 2,5 milhões a clientes. Eles realizavam diversas operações na bolsa para gerar taxa de corretagem.

Uma operação deflagrada na manhã desta terça-feira (10) pela Polícia Federal do Rio Grande do Sul tenta reprimir uma possível fraude praticada por três agentes autônomos de investimentos que teriam lesado seus clientes no mercado de ações. Em dois meses de investigação, foram identificadas sete possíveis vítimas que tiveram prejuízo estimado de mais de R$ 2,5 milhões.

Quatro mandados de busca e apreensão são cumpridos em Porto Alegre, Gravataí e Santa Maria, com o objetivo de arrecadar documentos que reforcem as informações já coletadas e de identificar outras pessoas que possam ter sido lesadas. Também foram solicitados o sequestro de três residências de alto padrão e a apreensão de três automóveis de luxo que servirão como medida cautelar para restituição do prejuízo dos clientes lesados em caso de condenação.

O golpe consistia na realização de diversas operações de compra e venda de ações que nem sempre tinham como objetivo o lucro para os clientes, mas a realização frequente de transações para gerar taxa de corretagem. Os agentes autônomos eram comissionados por operação praticada e não por lucro obtido.

Uma das sete vítimas identificadas investiu R$ 606 mil e, após 15 meses, perdeu 60% desse valor, sendo que as taxas, emolumentos e corretagem incidentes nas operações superaram os R$ 141 mil. Nesse período, foram realizadas 1.207 operações em bolsa no nome desse investidor, em uma movimentação de aproximadamente R$ 26,5 milhões. Há relatos de clientes dando conta de prejuízo de 100% do valor aplicado. Outro fato identificado foi que os corretores repassavam informações inverídicas aos clientes quanto aos rendimentos e ao saldo financeiro dos investimentos realizados.

Investidores que desconfiem que possam ter sido lesados em situações similares podem informar à Polícia Federal. Os fatos investigados configuram possíveis crimes contra o sistema financeiro nacional e contra o mercado de capitais, entre outros, que poderão ser identificados com a análise do material apreendido.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 150 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal